Píxeis, píxeis, píxeis. E mais píxeis. Os principais protagonistas do evento de apresentação da Apple, que decorreu ontem em San Francisco, foram os iPads Air 2 e Mini 3, mas não foram esses os únicos produtos a serem anunciados e a causar grande exaltação na audiência. Para além dos novos e remodelados tablets, a empresa de Tim Cook revelou também o novo modelo da linha de iMacs, que promete revolucionar a forma como os profissionais do mundo do vídeo e da fotografia trabalham nos detalhes durante as sua produções. Sim, tem muitos píxeis.

A conferência foi demorada, e ao contrário do sucedido na apresentação dos novos iPhones, a Apple retomou o início dos seus eventos com dados estatísticos que deixam a ansiedade de qualquer um em níveis elevados. Já passava quase uma hora quando, depois de apresentados os novos iPads, Phil Schiller, vice-presidente de marketing da Apple, revelou que a famíla de iMacs ganharia hoje um novo membro, que prima sobretudo pela incrível qualidade do seu ecrã: são 14,7 milhões de píxeis concentrados em 27 polegadas.

DSC_4206_verge_super_wide

Com 5120 x 2880 píxeis, o ecrã do novo iMac ganha logo o galardão de display com maior resolução do planeta. “Chamamos-lhe o ecrã 5K Retina”, referiu Schiller, e com razões para isso, dado que a resolução apresentada ultrapassa em 67% a densidade de píxeis de uma televisão 4K.

Isto significa que, depois dos iPads e dos Macbooks, o próximo elemento na lista a ganhar um ecrã Retina é o iMac, que tem integrado um chip específico para esta parte do hardware, chamado ‘timing controller’, com a função de reduzir o crosstalk e os gastos de energia.

DSC_0642 (1)

No caso de muitas empresas, o elevado número de píxeis poderia comprometer o resto do desempenho da máquina, mas a Apple certificou-se de que isso não irá acontecer para quem estiver a trabalhar com um elevado número de programas pesados. Com um processador Intel Core i5 a 3.5 GHz (com possibilidade de upgrade para um i7 a 4GHz), 8GB de RAM e um disco de 1 TB Fusion Drive, o iMac parece dar bem conta do recado. A placa gráfica é uma AMD Radeon R3

DSC_4231_verge_super_wide

O preço? A partir de 2499 dólares – qualquer coisa como 1950 euros – para o modelo inicial, o que provoca uma redução nos preços dos antigos iMacs, que começam agora em 1099 dólares para o modelo de 21,5 polegadas. Já é possível encomendar o novo iMac através do site da Apple.

Fotos: The Verge