És fã dos U2? Tens conta no iTunes? Então terás ficado certamente satisfeito quando, em pleno evento de lançamento dos iPhones 6 e 6 Plus, a lendária banda irlandesa apareceu em palco a anunciar seu novo álbum, Songs of Innocence, que iria diretamente para as playlists de mais de 500 milhões de pessoas de forma gratuita. Contudo, isso levou a críticas por parte de muitas pessoas que não estavam interessados em adquirir o álbum, e Bono, o vocalista dos U2, já aproveitou para pedir desculpa em público através do Facebook.

Foi de forma inesperada que os U2 se juntaram a  Tim Cook, CEO da Apple, no final do evento que decorreu há cerca de um mês. O conhecido quarteto tocou uma música do seu novo álbum e revelou que, numa primeira instância, Songs of Innocence, que inclui 13 faixas, estaria disponível de forma gratuita para os clientes do iTunes. Mas isto não foi boa notícia para toda a gente.

Quer fossem fãs ou não dos U2, os 500 milhões de clientes do iTunes veriam nas suas contas o álbum da banda, o que levantou críticas e questões sobre o controlo que a Apple mantém em contas que, supostamente, são do domínio privado de cada um. Esta semana, a gigante da tecnologia revelou que 26 milhões de pessoas fizeram download do álbum, sendo considerado já um dos trabalhos mais famosos de sempre no iTunes.

As queixas chegaram aos ouvidos de Bono, vocalista dos U2, e mais precisamente durante uma série de Pergunta&Resposta que a banda irlandesa realizou na sua conta do Facebook. Uma das perguntas dirigidas ao cantor foi a seguinte: “Por favor, podes nunca mais lançar um álbum no iTunes que vai diretamente para as playlists das pessoas? Isso é muito rude”.

u2

Bono aproveitou para reconhecer o erro: “Ups, desculpem lá. Tive uma ideia incrível e posso ter-me deixado levar, isso é algo comum entre os artistas. Um toque de generisidade, uma pitada de auto-promoção e um puro medo de que estas músicas que tiraram tanto tempo da nossa vida possam não ser ouvidas”.

Dados não oficiais apontam que os U2 terão recebido cerca de cinco milhões de dólares por parte da Apple para disponibilizar no iTunes o álbum Songs of Innocence, que chegou esta semana às lojas físicas dos quatro cantos do planeta com dez faixas adicionais, incluindo quatro músicas novas.