Hoje, no Espalha-Factos, continuamos com a rubrica que elege as melhores performances televisivas da semana.

Emmy of the Week

Parenthood-Header

Bonnie Bedelia, em Parenthood

Bonnie Bedelia – enquanto Camille Braverman – merece a nossa distinção esta semana pela excelente atuação num episódio exigente, de grande carga emocional. Em The Waiting Room, tem de lidar, impotente, com a cirurgia cardíaca do marido Zeek (Craig T. Nelson e o seu impactante “tenho medo” também mereciam estar aqui), com o terror e ansiedade de que tudo corra mal. Bonnie, numa voz trémula, comoveu com o seu discurso de “na saúde e na doença” e ao colocar de novo o anel de noivado no dedo de Zeek já na unidade de cuidados intensivos.

Também no pódio

Grant Gustin, em The Flash

grant-gustin-the-flash

Não é comum que entre os destaques de uma obra sobre um super-herói esteja o desempenho de um ator. Mesmo quando o material é mais dramático, o elemento ‘ação’ é o realçado e a exploração humana passa para segundo plano. Nesse contexto, a qualidade com que Grant Gustin fez de Barry Allen / The Flash no episódio piloto da nova aposta da The CW merece uma menção honrosa. Revelou de imediato carisma (talvez o mais importante num papel destes) e soube encaixar nas diversas emoções – desde euforia a medo – a que foi sujeito. Um bom augúrio para o futuro da série e do próprio.