Uma dobradinha. Avaliada em 119 mil milhões de dólares e com um crescimento de 21%, a Apple é, pelo segundo ano consecutivo, a marca mais valiosa do mundo segundo o ranking da Interbrand. O segundo lugar é ocupado pela Google, avaliada em 107 mil milhões de dólares. 

A estas duas marcas segue-se a Coca-Cola que, depois de perder a liderança em 2013, está com algumas dificuldades em regressar. O quarto e quinto lugar são ocupados, respetivamente, pela IBM (com uma queda de 8%) e pela Microsoft (crescimento de 3%). A Samsung conseguiu subir um lugar, estando agora na sétima posição da lista.

O Facebook foi a marca a registar um maior crescimento: 86%. Acontecimento que, segundo o estudo da Interbrand, se justifica pela ampliação de produtos de que é exemplo a compra da aplicação Whatsapp. À rede social seguem-se apenas marcas automóveis: Audi (27%), Amazon (25%), Volkswagen (23%) e Nissan (23%). No sentido contrário, a Nokia foi a marca que registou uma maior queda: 44% que resultaram na troca do 57º pelo 98º.

Este ano, a LandRover, a FedEx, a Hugo Boss e a DHL são as estreias nas 100 marcas mais valiosas do mundo. Também a Huawei marca um feito: é a primeira marca dos BRICS a estar presente, ocupando a 94ª posição.

A lista completa pode ser vista aqui.