Criada para a ONG P.ink (Personal Ink), a app Inkspiration marca a diferença na luta e na prevenção contra o cancro da mama  através do slogan ‘Breast cancer doesn’t have to leave the last mark’ , o cancro da mama não tem que ser a última marca, em tradução livre. 

O target  da app são mulheres que já lutaram contra a doença e que tiveram que realizar uma mastectomia ou outras cirurgias e querem disfarçar as cicatrizes, passando a solução, neste caso, por fazer uma tatuagem. Apesar de existir a opção da reconstrução mamária depois de uma mastectomia, as cicatrizes mantém-se.

Foi daí que partiu a ideia para a aplicação, criada pela CP+B, com o objetivo de fazer com que as mulheres se sentissem bem de novo quando se olham ao espelho, devolvendo-lhes a auto-estima.

A app permite que as tatuagens sejam testadas em privado para que se possa ter uma ideia de que ponto partir e do resultado final, visto que a maioria das mulheres podem não ter tido qualquer contato com o mundo das tatuagens, até então.

Através de um banco de imagens, composto por diferentes tatuagens que servem de inspiração, as mulheres podem escolher um tipo de corpo ou fazer mesmo o upload de uma fotografia  para que fique o mais aproximado da realidade possível.

Para além disso, e porque trabalhar em pele cicatrizada e que já sofreu  cirurgias requer outro cuidado, a aplicação ajuda a identificar e a contatar tatuadores que tenham essa experiência, que saibam os designs mais adequados e que saibam também fazer a ponte emocional adequada.

 

Na app é também possível deixar e ler testemunhos de vários sobreviventes do cancro da mama, doar ilustrações para o banco de imagens. Está ainda a ser pensada uma funcionalidade que permita adquirir tatuagens temporárias para que possam realmente ver o impacto que possa ter nas suas vidas antes de a tornar definitiva.

Em tom de curiosidade, ficam aqui o nome dos ilustradores das tatuagens: Aimee Brodbeck, Courtney Bowditch, Matt McVeigh, Miranda MillerAlbert Breitweise.

A aplicação Inkspiration, desenvolvida para a Pinksó está atualmente disponível para iPhone, estando já a ser desenvolvida para o sistema operativo Android.

Vê aqui o vídeo de apresentação da app:
 

http://youtu.be/yAts1TVrMxc