A longa-metragem Something Must Break, de Ester Martin Bergsmark, venceu o 18º Festival Queer Lisboa, festival que se realizou entre os dias 19 e 27 de Setembro no Cinema São Jorge.

O júri desta categoria, composto por Manuel Mozos, Lene Thomsen Andino e Michael Blyth, descreve o filme sueco como um “do qual quase sentimos o sabor e o cheiro”.

Destaque ainda para a menção honrosa atribuída a Atlántida, uma produção franco-argentina da realizadora Inés María Barrionuevo e para o Prémio do Público que distinguiu Rosie de Marcel Gisler.

Dos portugueses em competição, destaque para Cigano de David Bonneville que arrecadou o Prémio do Público na categoria de curta-metragem, e para Frei de Luís Sousa de SillySeason, na categoria de Melhor Curta-Metragem Portuguesa.

Em 2015, o 19º Festival Queer Lisboa decorrerá de 18 a 26 de Setembro.