Condor – O plano secreto das ditaduras sul-americanas do fotógrafo João Pina é publicada pela editora Tinta da China e chega hoje às livrarias portuguesas. É tributo à memória das vítimas da Operação Condor, plano militar instituído em 1975 por seis países latino-americanos governados por ditaduras de extrema-direita.

De acordo com o comunicado oficial, João Pina viajou “de forma extensiva” pela Argentina, Brasil, Bolívia, Paraguai e Uruguai para documentar o que restou da Operação Condor. O plano militar instituído por governos de ditaduras de extrema-direita para eliminar a oposição política. A operação resultou na morte de 60 mil pessoas.

Jon Lee Anderson, do The New Yorker, escreveu o prefácio do livro e afirmou que a obra dá a conhecer o “lado esquecido deste episódio da História contemporânea”, retratado nas “fotografias de familiares, de lugares, de execuções e câmaras de tortura, ou de lugares onde as pessoas desaparecidas foram vistas pela última vez”.

O posfácio fica a cargo do juiz espanhol Baltazar Garzón, elogiando o livro ao dizer que “todos os esforços e energias são necessários para que os olhares tristes e de dor infinita registados nas impressionantes imagens […] se transformem em sorrisos de esperança”.

Podes ver, no vídeo mais abaixo, um pouco de Condor – O plano secreto das ditaduras sul-americanas: