Há mais de uma década que o Brasil não chega perto da lista de nomeados ao Oscar, sendo que a sua última participação se deu em 1999 com Central do Brasil. Foi ontem anunciado que a longa-metragem de Daniel Ribeiro, Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, é a aposta brasileira para a categoria de Melhor Filme Estrangeiro dos Oscars 2015.

Depois do sucesso da curta-metragem Eu Não Quero Voltar Sozinho, chega agora a mesma história, mas mais desenvolvida, dando espaço para dar profundidade às personagens e às suas histórias. Leonardo é um adolescente cego que procura a  independência. Com a chegada de um novo colega, Gabriel, novos sentimentos emergem no seu coração, levando-o a questionar a sua sexualidade e a confrontá-lo com os ciúmes da sua melhor amiga. Apesar da temática homossexual, o realizador vai mais além, não se resumindo apenas a explorar a descoberta da sexualidade mas, acima de tudo, a construção e a definição da identidade que marcam a adolescência.

O filme, que já arrecadou vários prémios internacionalmente, irá abrir este ano a 18º edição do festival Queer Lisboa.

Hoje-EU-QUERO-VOLTAR-SOZINHO_01