O terceiro e mais recente livro da escritora Donna Tartt, O Pintassilgo, é editado pela Editorial Presença e encontra-se à venda nas livrarias portuguesas. A obra foi eleita como o melhor livro de 2013 na Amazon, um dos melhores livros de 2013 pelo New York Times e é vencedora do Prémio Pulitzer 2014.

O Pintassilgo, originalmente The Goldfinch, conta a história de Theo Decker, um adolescente de 13 anos com uma relação próxima com a mãe até ser o único sobrevivente num acontecimento trágico no Metropolian Museum. Ao ser abandonado pelo pai, acaba por ir viver para casa de um amigo rico mas não consegue adaptar-se à nova vida e à dor intolerável que sente pela morte da mãe.

Uma misteriosa pintura que a mãe mostrou no dia em que morreu, intitulada The Goldfinch (1654) do pintor Carel Fabritius, acaba por tornar-se numa obsessão para Theo e  levá-o a entrar no mundo do crime.

O Pintassilgo recebeu óptimas críticas por parte dos meios de comunicação social. O The Times elegeu-o como uma “obra-prima”, tal como o The Guardian que afirma ser “uma obra surpreendente”. O escritor Stephen King também teceu elogios à obra, afirmando que “O Pintassilgo é um daqueles raros livros que aparecem meia dúzia de vezes por década” e que se trata de “um magnífico romance literário capaz de tocar tanto o coração como a mente”.

Até ao momento, Donna Tartt publicou 3 livros ao longo da sua vida. Em 1992, lançou The Secret Story e, em 2002, The Little Friend. Para além de escrever ficção, também tem contos publicados em diversas revistas.

Podes ler aqui um excerto e ver, mais abaixo, uma entrevista da escritora sobre O Pintassilgo: