Já lá vai o tempo em que a imprensa partia para uma conferência de uma gigante da tecnologia sem saber o que esperar. Hoje em dia, o poder da internet está mais vincado do que nunca e são centenas os vídeos e as fotografias que aparecem meses e meses antes da apresentação daquele tablet da Samsung ou daquele smartphone da Apple, e ninguém fica imune aos chamados leaks.

No próximo dia 9, a Apple tem agendada uma conferência em Cupertino, EUA, onde tradicionalmente traz ao mundo novos e melhorados dispositivos, quer sejam Macbooks, iPads ou, claro, um novo iPhone. Os rumores têm chovido e já não há dúvidas de que a empresa da maçã vai mesmo escrever mais uma página na sua história e equipar o(s) seu(s) novo(s) smartphone(s) com um grande ecrã.

A grande dúvida prende-se com o número de aparelhos que serão apresentados. No início do ano, era quase certo que a Apple iria colocar no mercado dois iPhones: o chamado iPhone 6, com um ecrã de 4.7 polegadas, e aquele que já é chamado iPhone Air, a resposta aos phablets, com um ecrã generoso de 5.5 polegadas. Contudo, a imprensa tem apontado que o iPhone Air chegaria apenas no próximo ano, e que naturalmente não será apresentado na próxima semana.

O iPhone 6 tem sido portanto o aparelho que mais protagonismo tem conseguido na internet, e são já frequentes as informações que aparecem a seu respeito, mesmo sem ter ainda sido oficialmente anunciado por Tim Cook, CEO da Apple. O último vídeo, publicado nesta segunda-feira, mostra o corpo do novo iPhone com todas as peças já no seu devido sítio:

http://youtu.be/657UeODW178

E, para já, é isto que se sabe:

  • Ecrã

O ecrã do iPhone 6 é mesmo o principal diferencial deste dispositivo. A Apple equipou os seus três últimos smartphones (5, 5S e 5C) com um ecrã de 4 polegadas numa altura em que os principais concorrentes já carregavam consigo ecrãs entre as 4.3 e as 5 polegadas.

A resposta deverá ser uma tela de 4.7 polegadas no iPhone 6 que, de acordo com o conceituado site MacRumours, mantém ligações internas com a Apple, manterá o aspeto de 16:9 e terá a resolução de 1704×960, ou seja, um total de 416 píxeis por polegada que fica abaixo do número do Samsung Galaxy S5 (432) e do HTC One M8 (441).

Mas é na composição do ecrã que residem as maiores dúvidas. O youtuber Marques Brownlee teve acesso àquele que seria o ecrã do iPhone 6, todo ele em safira, um material altamente resistente e que já projete o botão ‘home’ do iPhone 6. Nos seus testes, Marques nunca foi capaz de riscar o ecrã apesar dos seus esforços para tal com chaves e até mesmo uma faca de aço.

Sem Título

O vídeo teve um enorme sucesso e deixou os iPhone users com um sorriso de orelha a orelha, mas as notícias mais recentes desmentem a inclusão de safira no ecrã do novo iPhone, que deverá desta forma ser equipado com um ecrã Gorilla Glass, à semelhança dos seus antecessores e de vários outros equipamentos.

  • Design

Com um ecrã maior, vem obrigatoriamente a necessidade de um ‘chassis‘ maior. O MacRumours teve acesso aos projetos de construção do iPhone 6 e constatou que a espessura do iPhone irá voltar a atingir um mínimo histórico: apenas 7 milímetros, em oposição aos 7,6 milímetros do iPhone 5S, mas isso vai obrigar a que a câmara, que terá um sensor da Sony de 13 megapíxeis, fique um pouco mais alta do que o resto do corpo do smartphone.

iphone_6_camera_ring

Quanto ao resto das medidas, a Apple teve obrigatoriamente de aumentar a largura do aparelho (algo que não fez na passagem do iPhone 4S para o iPhone 5, que tinha um ecrã maior), passando dos 58,6 mm do iPhone 5S para 66 mm no iPhone 6. O comprimento do aparelho deverá ser de 137 mm, relativamente maior do que o seu antecessor (com 123,8 mm).

iphone 6 dummy-580-100

  • O interior

Mais importante do que um design apelativo é saber que temos uma máquina capaz de executar as tarefas mais exigentes sem grande dificuldade, algo que sempre definiu o iPhone, que nunca precisou de grande especificações para se sobressair no campo da fluidez.

O processador do iPhone 6 deverá chegar pelo nome de A7x, ou A8, segundo o site CNBeta, e deverá rodar a 2 GHz mas não irá carregar mais do que dois núcleos no seu interior, à semelhança do A7, do iPhone 5S. Já a memória RAM não deverá ultrapassar o 1 GB, de acordo com uma fotografia publicada por um utilizador da rede social Weibo.

iphone 6 dummies-580-100

A autonomia do iPhone foi sempre algo que ficou aquém das expectativas pelo simples facto de que, com um corpo tão pequeno, não haveria espaço onde ‘meter’ muitos miliamperes, mas esse é um problema que deverá ficar resolvido com o iPhone 6.

De acordo com o site Nowhereelse.fr, o equipamento deverá vir com uma bateria de 1810 mAh, o que supera em larga escala os 1560 mAh do iPhone 5S, mas calma, pois com mais píxeis no ecrã e um processador mais exigente, é natural que o aumento da autonomia não seja muito significativo.

iphone_6_leaked_photo_smartphone

De resto, a nona geração de iPhones deverá chegar com um sensor wifi melhorado, um barómetro, que irá funcionar em conjunto com o GPS para medições de temperatura mais precisas, e o tão aguardado sensor NFC,  isto segundo o Financial Times, para que possam ser feitos pagamentos em lojas apenas com o smartphone. Estas e outras dúvidas ficarão dissipadas já para a semana, na próxima terça-feira, dia 9, na conferência de imprensa da Apple.