As chamadas grandes ‘feiras’ tecnológicas são um espaço ideal para as gigantes deste mercado apresentarem os seus melhores produtos aos utilizadores. Duas destas maiores feiras são a CES, a acontecer nos Estados Unidos da América, e a IFA, que durante estes dois dias levou centenas de jornalistas a Berlim. A Samsung foi mesmo o principal destaque e, para além de ter anunciado o badalado Samsung Galaxy Note 4, apresentou também o Samsung Galaxy Note Edge, um smartphone que desafia as regras do normal.

A própria Samsung já tinha apresentado um smartphone com uma tela curva, o Samsung Galaxy Curve, que não conseguiu muita atenção e foi mesmo ofuscado pelo protagonismo do LG G Flex, que a LG classificou como o primeiro smartphone “realmente curvo”. Mas ontem, a gigante sul-coreana voltou a atacar e introduziu o Samsung Galaxy Note Edge, que tem uma das bordas coberta com uma tela tátil.

Especificações completas:

  • Dimensões: 151,3×82,4×8,3 mm, 174 g
  • Sistema operativo: Android KitKAt, 4.4 (com TouchWiz)
  • Ecrã: 5,6 polegadas
  • Resolução: 2560×1440 píxeis + 160 (515 píxeis por polegada)
  • Câmara traseira: 16 megapíxeis
  • Câmara frontal: 3,7 megapíxeis
  • Processador: quad-core 2.7 GHz
  • Memória RAM: 3 GB
  • Memória interna: 32 ou 64 GB (expansível através de um cartão microSD)
  • Bateria: 3000 mAh

O hardware que coloca este dispositivo a funcionar é praticamente igual ao do seu irmão, o Note 4: o mesmo processador (Snapdragon 805) o mesmo sensor da Sony na câmara traseira (com a tecnologia Smart OIS) e até a mesma resolução no seu ecrã Quad HD+ Super AMOLED. O principal diferencial é o seu ecrã na borda direita, algo que não funciona como uma extensão do ecrã ‘comum’, mas sim como se fosse um ecrã em separado.

http://youtu.be/8v89KUfdkRI

O objetivo de tudo isto, diz a Samsung, é poupar espaço no seu já generoso ecrã de 5,6 polegadas. Com o ecrã na lateral, há certos comandos que poderão ficar permanentemente lá e não a ocupar espaço no ecrã, como os botões de zoom e captura quando se tira uma fotografia, os botões de controlo quando se visualiza um vídeo ou os botões de edição quando se faz algum desenho com uma caneta.

03115009341043

A utilização do ecrã lateral fica para já a cargo do Revolving UX, uma série de sete painéis que alternam entre si com o toque e que mostram informações como o tempo, a bateria ou pequenos atalhos. O Samsung Galaxy Note Edge conta também com a tecnologia de rápido carregamento, já anunciada no Note 4, e a sua chegada ao mercado deverá ocorrer neste outono, nas cores preto e branco. Ainda não há preços anunciados.