Joan Rivers estava internada há uma semana no Hospital Mount Sinai, em Nova Iorque, fruto de complicações de uma cirurgia às cordas vocais. A comediante e apresentadora acabou por falecer hoje, aos 81 anos.

Em comunicado, Melissa Rivers, filha de Joan, agradeceu todo o apoio dos fãs e dos médicos, enfermeiros e restante equipa que prestaram cuidado à mãe durante a última semana. A comediante estava em coma induzido há cerca de uma semana, tendo sido ontem transferida para um quarto privado, passando assim os últimos momentos rodeada por família e amigos.

10646981_10152863291321509_4926467706506534161_n“No meu funeral, quero a Meryl Streep a chorar em cinco sotaques diferentes”.

Conhecida por não medir as palavras que dizia, a comediante chegou mesmo a dizer que alcançou sucesso por dizer o que os outros pensavam. Atualmente, conduzia o programa Fashion Police, no canal E!, em que comentava os mais bem e mal vestidos da semana, do panorama de celebridades norte-americanas.

Melissa Rivers relembrou que o desejo de Joan sempre foi ver os que a rodeavam alegres, pelo que revelou que acredita que o desejo da apresentadora seria que todos voltassem a rir muito em breve.