Print

FARCUME’14: E o vencedor é…

O FARCUME terminou. Na última noite tivemos algumas entradas sólidas no festival, assim como várias surpresas nos vencedores.

A propósito de NDUGU foi um filme ambivalente: embora os atores fossem assumidamente amadores, a maneira como foram gravados e o contexto em que se inseriam, não era. A ideia é simpática e a sua conceção agradável.

37cub1s30w8605a01x_01

De Jean Collete, Electric Indigo consegue mesclar uma cinematografia cuidada com música, numa onda de poesia inegável. De uma base original, surge uma história em tudo semelhante a A Vida de Àdele: e embora não esteja sequer perto do nível desse filme, consegue deixar uma mensagem semelhante.

electric-indigo

A curta espanhola Sinceridad, foi uma sátira perfeita. Em apenas 3 minutos fez rolar muitas lágrimas de riso ao público presente. Sem muita pressão ou malabarismos, conseguiu implementar a sua ideia e deixar a plateia a pedir por mais.

fasdfasda

Remissão Completa já leva um grande percurso em festivais, e deixou também a sua marca no FARCUME. Embora os seus 15 minutos sejam algo puxados (muito por causa de algumas cenas de contemplação desnecessariamente longas), consegue conquistá-los através de um desenvolvimento do protagonista bem estruturado e interpretações fortes. A narração talvez não tenha sido o melhor artificie para contar a história, mas acaba por servir na maior parte das ocasiões.

1493204_1890176_2042943483_n

Piove é uma comédia italiana. Ora, um dos seus principais problemas é que todos atores parecem estar a imitar Roberto Benigni (protagonista de A Vida é Bela). Se esse era o objectivo do realizador, este estará a tentar escrever um recado ao cinema italiano em geral. Em todo o caso, o humor que expressa é ocasionalmente inteligente, evocando uma certa aura “Felliniana” que há muito não aparecia.

Com um fundo português, o espanhol Javier Macipe apresenta Os meninos do rio. Mostrando uma realidade bem credível, esta curta-metragem tem por protagonista um rapazito gordo apaixonado pela sua vizinha mais gira. Com uma certa dose de drama, poesia (escrita e visual) e também parvoíce juvenil, esta é uma história intemporal que mereceu bem a sua entrada neste e em qualquer festival.

O tiro que não saiu pela culatra pode ser resumido a uma simples descrição: este é o grito de revolta dos hipsters brasileiros. O filme pode ser visto na íntegra online.

http://vimeo.com/100816522

Realizado por José Moreira, Falha do Sistema é uma curta-metragem de 10 minutos. Com uma premissa cheia de potencial, que facilmente poderia ter variado para uma revolução de valores à portuguesa, decide-se por um enredo cheio de clichés, com uma execução a nível técnico de grande qualidade, mas sem um argumento ou interpretações fortes a sustentá-lo.

388791_4789_1213018539_n

No final das sessões foram apresentados os prémios nas diversas categorias.

Videoclip

Menção Honrosa: DSK – Cianuro Disco Funk – Montero & Lesta

3º Lugar: A Song for ElaineBorja Ramirez

2º Lugar: O Tempo na tua MãoPedro Matos

1º Lugar: Garden’s RoadJuan Galinanes

 

Animação

Menções Honrosas: Inércia – Mariano Bergara  / Eugénia – Deborah Cywiner

3º Lugar: A Life Story – Artur Correia

2º Lugar: Premier Automne – Carlos de Carvalho

1º Lugar: Payada Pá Satán – António e Carlos Baiseiro

 

Documentário

Menções Honrosas: Pescardor de um rio sem margens – Rodolfo Silveira / Kabeza – Fernando Bordeu

3º Lugar: Quando eu vestia o meu terno de couro – Flavio Farias

2º Lugar: Piove, il film di Pio – Thiago Mendonça

1º Lugar: Jeuh Kieh a JM HM Kahum – Arturo Aguilar

 

Houve ainda espaço para 2 prémios especiais. O Prémio do Público foi entregue a Lost Haven de Patrício Faísca, e o Prémio Curtissima (para curtas metragens até 5 minutos) foi atribuído a Sinceridad, de Andrea Casaseca.

Na categoria de ficção o Espalha-Factos deixa-vos o seu top 5, seguido dos vencedores escolhidos pelo júri do FARCUME.

EF – Ficção

5º Lugar: Lost Haven – Patrício Faísca

4º Lugar: Dentro Del Túnel – Sérgio Román

3º Lugar: Noah Hammer – João Kowalski

2º Lugar: Do Outro Lado da RuaPedro Bessa

1º Lugar: CiganoDavid Bonneville

 

Júri FARCUME

Menções Honrosas: No Love Lost – Shekhar Bassi / A propóstio de NDUGU – David Muñoz / Dentro Del Túnel – Sérgio Román /Entre Ange et Démon – Pascal Fomey

3º Lugar: Cigano – David Bonneville

2º Lugar: Os Meninos do Rio – Javier Macipe

1º Lugar: Falha do Sistema – José Moreira

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Eurovisão
Versão americana da Eurovisão chega em 2021