buzzfeed-logo

Os teus minutos no BuzzFeed valem milhões…

Da lista “20 famosos que tiveram um primeiro emprego que nada tem a ver com o atual“, passamos para a lista “47 fotos incríveis de pais e mães ao redor do mundo“, para depois ficar a saber um pouco melhor sobre as “17 perguntas que não devem ser feitas a uma pessoa alta“. Sim, estamos a falar do BuzzFeed, a maior causa de procrastinação de muita gente.

Criado em 2006 por Jonah Peretti, o co-fundador do Huffington Post, o BuzzFeed depressa causou impacto no mundo da internet pela forma descontraída de como expunha a informação, e ao longo dos anos que tem vindo a crescer a um ritmo exponencial, em parte graças ao papel que as redes sociais, de onde chegam 75% dos acessos ao website, têm tido na vida dos internautas.

Há cerca de duas semanas, o BuzzFeed foi avaliado em qualquer coisa como 850 milhões de dólares (cerca de 645 milhões de euros), o que o faz escalar até ao top-4 na lista de sites mais valiosos do mundo, e tudo isto foi possível graças à injeção de 50 milhões de dólares no capital do BuzzFeed por parte da Andreessen Horowitz, uma companhia que também já investiu no Facebook e no Twitter.

Com este investimento, Chris Dixon, sócio da Andreessen Horowitz, salta também para a administração da BuzzFeed e diz que espera poder tornar este website no mais consultado espaço de informação do mundo online, passando por cima de nomes como o New York Times.

  • Publicidade, o maior ganha-pão da internet

O público-alvo do BuzzFeed, que tem também versões em português, francês e espanhol, são essencialmente as camadas jovens, que buscam diariamente GIFs e maneiras de procurar o tempo ou, simplesmente, de fugir àquela tarefa da lida da casa que já deveria ter sido feita há horas. Com cerca de 150 milhões de visitas por mês, e tal como explica Scott Lamb, vice-presidente internacional, é na publicidade que está a principal  fonte de rendimento.

19864021

“Toda a nossa receita provém de conteúdo patrocinado”, disse Lamb, “temos uma equipa publicitária completamente separada da redação, mas que, tal como eles, são bons a criar coisas que as pessoas queiram partilhar na internet”. A equipa de publicidade do BuzzFeed, constituída por 75 pessoas, levou a empresa a estimar lucros de 100 milhões para 2014.

Com esta nova injeção de capital, a equipa do BuzzFeed tem em mente a expansão do seu reportório de conteúdos com principal foco nos vídeos. Atualmente, os conteúdos do website são criados por uma equipa de 550 pessoas, 200 delas formadas em jornalismo.

Fontes: SOL, Exame

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
América: o racismo estrutural
América: a segregação racial mascarada pela liberdade