A Associação Académica de Coimbra (AAC) pretende reduzir a duração da Festa das Latas de sete para cinco noites. Além disso, Bruno Matias, presidente da Académica, anunciou uma “mudança de conceito“para a festa que ocorre de 15 a 19 de outubro.

Em declarações à Agência Lusa, Bruno Matias, admitiu “Vai haver uma mudança radical do conceito da Festa das Latas.” A primeira mudança está presente na duração da festa. O corte de duas noites permite aos estudantes não terem que faltar a nenhuma aula, “a Festa das Latas, anteriormente, atravessava duas semanas, em que os estudantes continuavam a ter aulas, enquanto que na Queima das Fitas há uma pausa lectiva”.

Preocupações letivas à parte, a Latada é também um forte investimento financeiro por parte da Académica. No entanto, os resultados financeiros estavam longe dos desejados, a edição de 2013 teve um prejuízo de seis mil euros. A edição 2014 da Festa das Latasterá um orçamento mais reduzido e segundo a AAC, também os bilhetes serão mais baratos.

Para que esta redução de orçamento seja possível, o conceito vai ter de ser mudado. Segundo Bruno Matias, “A relação com a universidade, o cortejo e a serenata” vão ser alvo de alterações, tal como a tenda destinada aos estudantes. Apesar das alterações, há algo que não se vai alterar. O evento vai continuar no Parque da Canção, garantia dada pelo presidente da Académica.