emmy14

Emmys 2014: Drama. Conhece os atores nomeados

Depois das senhoras, os senhores. O Espalha-Factos apresenta-te agora os atores nomeados em Drama e que competem entre si na 66ª edição dos Emmy, que decorre já no próximo dia 25 de agosto, segunda-feira.

Melhor Ator Principal

Bryan Cranston como Walter White, Breaking Bad

Se reparares que anda muita gente à sua volta com uma t-shirt com uma figura de óculos e sol e chapéu com as letras Heisenberg não te admires. Tal deve-se a Bryan Cranston e ao seu desempenho em Breaking Bad. Mas antes de protagonizar a série de drama da AMC, o ator já era bastante reconhecido pelo seu papel em Malcom in the Middle. Os mais atentos podem até lembrar-se dele como o insuportável colega de Ted Mosby em How I Met Your Mother. O ator já tem mais de 27 prémios na estante e, com a derradeira série de Breaking Bad, é muito provável que lhe junte mais um.

Walter White era um químico brilhante numa conceituada empresa multimilionária mas desistiu de tudo e tornou-se num professor de liceu. Entretanto, descobriu que tinha cancro e começou a produzir metanfetamina para assegurar o sustento financeiro da família depois da sua morte. A sua passagem de criminoso relutante a gansgter cruel pautou a série. O seu fim? Confiamos no teu bom senso para ir ver.

Jeff Daniels como Will McAvoy, The Newsroom

Jeff Daniels é uma daquelas caras muito reconhecidas pelo público, mas não por um papel que seja inesquecível na mente de todos. Isto é… até ser protagonista de The Newsroom. Para além de papéis no pequeno e grande ecrã, Daniels é conhecido por escrever peças de teatro e por ter participado em vários musicais da Broadway, que já lhe valeram nomeações para os Tony. Por falar em prémios, o ator já venceu inclusive o prémio Fantasporto, pelo filme de 1992, Timescape. O ano passado ganhou o Emmy de melhor ator pelo seu desempenho como Will McAvoy. Repetirá a proeza este ano?

Will McAvoy é o carismático pivô de News Night, que não tem medo de expressar as suas opiniões políticas e de fazer frente à cadeia de televisão para a qual trabalha. Agora que finalmente pediu MacKenzie em casamento, esperemos que não amoleça na última temporada que aí vem.

Jon Hamm como Don Draper, Mad Men

Jon Hamm é o clássico ator com pinta de galã que faz as fãs suspirar quando entra em cena. Estreou-se no cinema com um pequeníssimo papel em Space Cowboys, no ano 2000, e desde então destaca-se a sua participação em Bridesmaids e a dobragem que fez em Shrek. Com o reconhecimento em Mad Men, vieram os prémios e nomeações. Em tão curta carreira, o ator já recebeu 10 nomeações aos prémios Emmy, tanto como protagonista da série da AMC como pelas suas participações especiais em 30 Rock.

Don Draper começou como diretor da agência de publicidade Sterling Cooper, passando depois a fundador da Sterling Cooper Draper Pryce. A sua personagem é inspirada em Draper Daniels, um criativo da agência Leo Burnett, que esteve envolvido nos anos 50 na famosa campanha do Marlboro Man.

Woody Harrelson como Martin Hart, True Detective

Cheers, Aquele Bar. Foi mesmo aí que Woody Harrelson começou a sua carreira de ator. Desde então, tendo sido um acumular de papéis que mostram a polivalência do ator. Foi um cantor de country em A Prairie Home Companion, um serial killer em Natural Born Killers, passando também por No Country for Old Men e The Hunger Games. Antes de True Detective, já tinha mostrado o seu valor em televisão na série Will and Grace.

Martin Hart, companheiro de profissão de Rust Cohle, foi durante muito tempo admirado pelos colegas e pela comunidade, sendo que em casa a relação com a mulher e as filhas nem sempre foi a melhor. O desgaste de um homicídio por resolver e o facto de ser desafiado pelo parceiro levaram a que o detective abandonasse a força policial para se dedicar a outros negócios.

Matthew McConaughey como Rust Cohle, True Detective

Um ator de comédias românticas, com um conjunto de abdominais invejável, que de repente ganhou um Oscar. Esta poderá ser a opinião da maioria das pessoas sobre Matthew McConaughey. Mas, na verdade, os mais atentos sabem que o ator desenvolveu um trabalho árduo para chegar até aqui. Em Mud mostrou que tinha amadurecido o seu desempenho, o que se comprovou na sua pequena participação em O Lobo de Wall Street e o que culminou com o seu desempenho e entrega emocional e física em O Clube de Dallas.

Rust, o misterioso detetive de homicídios, conseguiu encarnar os ‘valores morais’ da trama, ao mesmo tempo que vivia atormentado com o passado, num misto de depressão, álcool e drogas. Um papel pequeno em número de episódios mas não em magnitude.

Kevin Spacey como Francis Underwood, House of Cards

Muitos poderão pensar, o que é que faz um ator de cinema consagrado seguir o rumo da televisão? Bom, ainda bem que Kevin Spacey não partilha desse preconceito. Os papéis que desempenhou em Seven, Favores em Cadeia, The Usual Suspects, LA Confidential e Beleza Americana são reconhecidos por todos e fazem parte das memórias de cada um. Entre Óscares, BAFTA e Globos de Ouro, o ator já conta mais de 52 prémios. Chegou agora a vez de juntar um Emmy à colecção?

Se pudéssemos escrever asneiras caro leitor, com certeza caracterizaríamos Francis Underwood como algo que acaba em ‘ão’. Mas não nos levem a mal. Se há personagem que nos cativa assim que começamos uma maratona de House of Cards é o novo Presidente dos EUA. Não há ninguém com tanta falta de escrúpulos que nos agarre como ele. E não nos envergonhamos disso

 

Melhor Ator Secundário

Aaron Paul como Jesse Pinkman, Breaking Bad

Depois de ter participado na International Modeling and Talent Association, e ter ficado em primeiro lugar, Aaron Paul participou em alguns videoclips e anúncios publicitários. O seu currículo em televisão também é extenso: participou em Bones, CSI, CSI Miami, Veronica Mars, Serviço de Urgência, Ficheiros Secretos e 3º Calhau a Contar do Sol. Paul já ganhou dois Emmy de Melhor Ator Secundário em Drama pelo seu desempenho em Breaking Bad, sendo um dos cinco atores que já ganharam este prémio mais do que uma vez.

http://youtu.be/vEAf5zOrxsE

Jesse Pinkman foi conquistando o carinho e simpatia do público de temporada para temporada, sendo que o episódio Peekaboo foi o ponto de viragem de um adolescente viciado para uma personagem com um caráter forte. A sua relação com o professor Walter White também foi amadurecendo, numa caminhada que se adivinhava trágica.

Jim Carter como Mr. Carson, Downton Abbey

Jim Carter é um senhor que impõe respeito. A representação surgiu por acaso, pois Carter era estudante de direito, até que o grupo de teatro Brighton Combination lhe fez um convite irrecusável. O ator orgulha-se de nunca ter ganho dinheiro senão a representar. Esta foi e é a sua única profissão. Podíamos falar sobre os quase 150 papéis que Jim Carter já desempenhou, mas não queremos desviar as atenções do merecido reconhecimento que está a ter com Downton Abbey.

Carson 1

Mr. Carson, não fazendo parte da família Crawley, é quase o seu guardião. Detentor dos bons costumes ingleses, olha pelas mulheres da família como ninguém, ao mesmo tempo que tem o respeito e admiração de todos os que trabalham na casa. A escolha de os levar à praia no último episódio fascinou não só o pessoal de serviço de Downton como todos os que se ligaram ao pequeno ecrã.

 

Peter Dinklage como Tyrion Lannister, Game of Thrones

Peter Dinklage estreou-se na representação em 1995, mas foi em 2013 que atingiu a ribalta, e desde aí tem sido um somar de papéis que agradam aos fãs. Entrou em Underdog e As Crónicas de Nárnia: Príncipe Caspian, e mais recentemente em X-Men: Dias de um Passado Esquecido, mas tem sido em Game of Thrones que conseguiu conquistar um público cada vez mais vasto. Sobre a sua altura, o ator esclarece que quando era novo lhe fazia confusão, mas que agora encara a situação com humor. Dinklage já esteve nomeado aos Emmys quatro vezes pelo desempenho como Tyrion Lannister, tendo ganho uma.

http://youtu.be/YFROZkA-EWg

Todas as famílias têm uma ovelha negra, e apesar de injusto, esse acaba por ser o papel de Tyrion Lannister. Ostracizado pelo pai e pela irmã, Tyrion viu-se vítima de verdades infundadas na última temporada, sendo sujeito a um julgamento lendário, protagonizando um golpe final ainda mais surpreendente.

Josh Charles como Will Gardner, The Good Wife

Apesar de já ter comemorado 25 anos de carreira, Josh Charles tem-se mantido discreto nos papéis que desempenhou. Muitos cinéfilos poderão reconhecê-lo do clássico Dead Poets Society. Os fãs de desporto com certeza gostam das suas participações na série Sports Night. O ator gosta de se manter longe dos holofotes, e este ano tomou a decisão de abandonar The Good Wife, o que apanhou os fãs completamente desprevenidos e com a esperança que volte brevemente ao pequeno ecrã.

http://youtu.be/TD5s2Rue4vw

Este foi o ano de Will Gardner. Desde a saída, ou traição, da sua protegida e amada Alicia Florrick, à luta para que a sua firma de advogados fosse a melhor de Chicago e não só, a despedida de Will Gardner foi tão surpreendente como a actuação que manteve ao longo da temporada.

Mandy Patinkin como Saul Berenson, Homeland

Descendente de russos e polacos, este natural de Chicago conheceu o seu primeiro sucesso num musical, depois de ter completado os estudos na prestigiada Juilliard. Apesar de ter alcançado um enorme sucesso na série Chicago Hope, que lhe valeu um Emmy, quis deixar a produção na segunda temporada por passar demasiado tempo longe da mulher. A título de curiosidade, o ator descreve-se como um JewBu, por ser judeu com algumas crenças no budismo. Patinkin junta-se a Aaron Paul, sendo outro dos cinco atores que já ganhou duas vezes o Emmy de Melhor Ator Secundário em Drama.

Saul Berenson trabalha para a CIA há mais de 35 anos e foi um dos grandes responsáveis pela captura de Osama Bin Laden. É considerado o grande mentor de Carrie, ou mesmo tempo que atua como o seu protetor na grande maioria das missões.

Jon Voight como Mickey Donovan, Ray Donovan

O grande veterano desta categoria, pai da também atriz Angelina Jolie, dispensa apresentações. Em Coming Home, Runaway Train, Mission: Impossible, Anaconda, Pearl Harbor e Ali mostrou como consegue ser admirado por miúdos e graúdos. Esta é a terceira nomeação de Voight a um Emmy, não tendo ainda levado nenhum para casa.

http://youtu.be/ra8jAF4k-uY

Ray Donovan foi um caso de sucesso espontâneo. A série estreou em junho do ano passado e teve o início mais visto de sempre na Showtime. Mickey Donovan é o patriarca temperamental da família, que depois de ter passado 20 anos na prisão volta para tentar que os filhos se unam, nunca deixando de se envolver em esquemas duvidosos.

Mais Artigos
conta-me como foi rtp série
15 séries e novelas que marcaram a televisão portuguesa