A 66ª edição dos Emmy decorre já no próximo dia 25 de agosto, próxima segunda-feira, e o Espalha-Factos não quis deixar de te apresentar, ou relembrar, as atrizes nomeadas na categoria de Drama.

Melhor Atriz Principal

Michelle Dockery como Mary Crawley, Downton Abbey

Michelle Dockery apenas se estreou na representação em 2005, tornando-se conhecida do grande público com a série de época Downton Abbey. O seu papel como Lady Mary Crawley já lhe valeu três nomeações para os Emmy, não tendo ainda chegado a sua vez de levar o prémio para casa. Dockery tem feito sucesso junto do público pelo seu estilo marcadamente britânico, que lhe tem valido lugares consecutivos na lista das mais bem vestidas em todo o mundo.

Quanto ao seu papel, na última temporada pudemos ver o seu reajuste depois de perder Matthew num acidente de carro, tanto como mãe como no lugar de responsável pelos negócios da família.

Claire Danes como Carrie Mathison, Homeland

Claire Danes é uma das atrizes mais reconhecidas no panorama norte-americano, e até mundial. Com apenas 35 anos de idade, já conta com 22 de carreira, o que a faz ter um currículo invejável em Hollywood. A nova-iorquina entrega-se de corpo e alma a qualquer papel, tendo estado inclusive grávida do seu primeiro filho durante as gravações de Homeland. O seu papel nesta mesma série já lhe valeu três nomeações, tendo sido vencedora nos dois últimos anos. Será que não há duas sem três?

http://youtu.be/edyu64IJzQU

Os fãs mais atentos sabem que a próxima temporada de Homeland trará um grande desafio a Carrie Mathison, pelo que não podíamos estar mais ansiosos para sofrermos com Danes pelo que aí vem.

Robin Wright como Claire Underwood, House of Cards

Se House of Cards é a série do momento, muito se deve a Robin Wright. Desde 1996 que a atriz sabe o que é estar nomeada para um Emmy, mesmo sendo um daytime, e desde aí tem sido um acumular de nomeações. Só este ano, a atriz já foi duas vezes consagrada com um Globo de Ouro e um Prémio Satellite pelo seu desempenho enquanto Claire Underwood. A ex-mulher de Sean Penn já anda nas andanças da representação desde os anos 80, mas foi com certeza através de House of Cards que foi catapultada para o verdadeiro reconhecimento.
claire-underwood
Sobre Claire Underwood pouco haverá a dizer. Se nos surpreendeu, e muito, ao longo de duas temporadas, nem conseguimos imaginar o que esperar da recém Primeira-Dama dos Estados Unidos da América.

Lizzy Caplan como Virginia Johnson, Masters of Sex

Lizzy Caplan já conta com um grande número de séries no currículo: passou por Smallville, Once and Again, Tru Calling, True Blood, New Girl, e, finalmente, Masters of Sex. A nível pessoal, a atriz é talvez mais conhecida por ter namorado Matthew Perry, o famoso Chandler de FRIENDS, e por ser uma amiga chegada de Busy Phillips, de Cougar Town. Esta é a primeira nomeação da atriz a um Emmy, tendo sido galardoada apenas uma vez ao longo da carreira com um Prémio Achievement pelo seu papel no filme Save the Date.

http://youtu.be/8yg4RZLBkmQ

Virginia Johnson, sexóloga, orgulhosa, e com um papel fundamental na compreensão da sexualidade humana, promete continuar a cativar o público ao longo da próxima temporada.

Kerry Washington como Olivia Pope, Scandal

Kerry Washington faz 20 anos de carreira este ano, mas só se tornou conhecida da grande maioria do público precisamente pela mão de Shonda Rhimes, que tantas mulheres de garra tem ajudado a descobrir. Washington tem aproveitado a boa maré de Hollywood, brilhado no também recente Django Unchained, do mestre Tarantino. A título pessoal, a atriz não podia estar na melhor fase, tendo-se estreado em maio naquele que talvez seja o seu papel mais desafiante até à época: o papel de mãe. Coincidência ou não, a atriz foi também eleita pela Time uma das pessoas mais influentes de 2014.

http://youtu.be/fVYuXlPZKrg

De Olivia Pope podemos esperar muito. Depois de se ter auto-intitulado ‘o Escândalo’ perante Jake, veremos como será a sua relação com os restantes Gladiadores, assim como pelo recém reeleito Presidente dos Estados Unidos da América.

Julianna Margulies como Alicia Florrick, The Good Wife

O público tem um grande carinho por Julianna Margulies ainda desde os tempos de Serviço de Urgência, e acompanhá-la no papel da advogada e mãe de família Alicia Florrick em The Good Wife tem sido uma montanha russa de emoções. Conhecida pelo seu aspeto exótico e longos caracóis (escondidos há cinco anos por uma peruca na série, uma opção da atriz), Margulies tem a capacidade de nos fazer emocionar mesmo através do seu ar enigmático. Nomeada para os Emmy dez vezes, já levou o cobiçado prémio para casa por duas ocasiões. Será este o ano em que consegue o terceiro?

http://youtu.be/3-MsUyz5HJE

De Alicia Florrick, e depois de todos os altos e baixos da última temporada, o que podemos esperar na próxima temporada é uma incógnita. Mas para nós uma coisa é certa. Não deixaremos de nos surpreender.

Melhor Atriz Secundária

Anna Gunn como Skyler White, Breaking Bad

Apesar de já ter participado em inúmeros projetos no cinema e em televisão, foi com Breaking Bad que Anna Gunn se tornou mais conhecida junto do grande público. Anteriormente, a atriz apenas tinha tido um papel recorrente em Deadwood e The Practice. Gunn já conta com um Emmy pelo seu desempenho como Skyler White, tendo sido nomeada por este mesmo papel um total de três vezes.

Skyler White faz parte da história de Breaking Bade, apesar da maioria do público não gostar da personagem – o que levou a atriz a escrever uma peça no New York Times sobre o assunto -, pode levar a que a atriz seja mais uma vez consagrada pela participação na série da AMC.

Maggie Smith como Violet Crawley, Downton Abbey

O que dizer sobre Dame Maggie Smith? Uma carreira preenchidíssima, com filmes para todos os públicos e todas as idades. Quer como Professora McGonagall em Harry Potter ou como Madre Superior em Do Cabaret para o Convento, ao longo dos seus 62 anos de representação tem mostrado que não há idade para encantar o público. De prémios nem se fala: a lista no IMDB é imensa. A atriz já esteve nomeada para diversos prémios 59 vezes, tendo levado 17 para casa. Destes, contam-se três Emmy, dois deles por Downton Abbey.1381337_10202376817691924_2076574769_n

A Condessa Violet Crawley, tipicamente inglesa, pode manter uma postura rígida durante a maioria da série, mas os fãs já se habituaram a ver além da pose e a emocionar-se com a matriarca da família.

Joanne Froggatt como Anna Bates, Downton Abbey

Aos 33 anos, Joanne Froggatt tem conseguido cativar, principalmente, o carinho do público. A jovem atriz tem pautado a sua carreira pela participação em filmes e séries na sua maioria ingleses, mostrando tenacidade no seu percurso. Froggatt saiu de casa aos 13 anos para estudar na conceituada escola de teatro Redroofs. A nível de prémios, esta é a segunda nomeação da atriz aos Emmy, pelo seu papel em Downton Abbey.

http://youtu.be/9CsWAbLgVMI

Anna Bates, dama pessoal de Lady Mary Crawley, é a personagem que mais empatia e carinho desperta no público. Desde a sua amizade às ‘senhoras’ da casa, à história de amor com Mr. Bates, Anna é uma romântica com uma grande capacidade de se impor perante as adversidades.

Lena Headey como Cersei Lennister, Guerra dos Tronos

Antes de fazer parte do fenómeno Guerra dos Tronos, a inglesa era principalmente reconhecida por ser a protagonista de Terminator: As Crónicas de Sarah ConnorLena Headey também deu cartas na animação, tendo dado voz a Katherine em O Livro da Selva. Desde então, a atriz tem integrado o elenco de alguns filmes ingleses e norte-americanos, mas nenhum com grande receção junto da crítica. Headey é utilizadora assídua das redes sociais, nomeadamente do Instagram, onde partilha fotografias dos bastidores com os fãs, e onde também é conhecida por fazer spoilers

http://youtu.be/5vI3xaS4d_4

Cersei Lennister é uma das vilãs mais adoradas pelo público. Quer seja pelo seu feitio impiedoso, quer pelas relações incestuosas que mantém, desde o início que consegue roubar todas as atenções assim que entra em cena. Da próxima temporada, ninguém sabe o que esperar da matriarca da Casa de Lannister. E ainda bem.

Christina Hendricks como Joan Harris, Mad Men

Conhecida também pelos seus atributos físicos, afinal foi eleita pela Esquire como “a mulher mais sexy do mundo”, Christina Hendricks tem sabido escolher os seus papéis cativando o público. Antes de brilhar em Mad Men, participou na série de culto Firefly e em Kevin Hill. Ao lado de Ryan Gosling, brilhou recentemente em Drive e ainda em Lost River. A atriz já foi nomeada cinco vezes aos Emmy pelo seu papel na série da AMC.

Joan Harris tem sido parte integrante da agora Sterling Cooper Draper Pryce desde o início, com uma personalidade de Femme Fatale que conquista não só os colegas como os clientes da agência.

Christine Baranski como Diane Lockhart, The Good Wife

Se há atriz que consegue variar muito no registo, é Christine Baranski. Os mais atentos do pequeno ecrã podem vê-la atualmente a alternar entre The Good Wife e The Big Bang Theory. Os apaixonados de cinema e musicais recordarão o seu papel ao lado de Meryl Streep em Mamma Mia. Dona de uma voz impressionante, a atriz já somou também dois Tony ao seu vasto espólio de prémios. A atriz já esteve nomeada aos Emmy doze vezes, cinco das quais pelo seu papel em The Good Wife. Será este o ano em que finalmente será consagrada na pele de Diane Lockhart?

http://youtu.be/Gg-IJbBvS8s

Diane Lockhart que se prepara ela própria para um novo desafio. Depois da morte do seu parceiro Will, e de ter de ligar com o mundo sem escrúpulos dos advogados na sua própria firma, enfrentará agora o desafio de se juntar a Alicia e Cary numa pequena firma.