Emidio-Rangel

Morreu o jornalista Emídio Rangel

Segundo informações avançadas pelo Diário de Notícias, o antigo diretor geral da SIC e o fundador da TSF faleceu esta quarta-feira.

De acordo com uma fonte próxima da família, Emídio Rangel travava uma luta contra um cancro na bexiga e passou as últimas semanas internado no Hospital de Santa Maria. O jornalista tinha 66 anos.

Licenciado em História pela Universidade NOVA de Lisboa, Rangel começou a sua carreira na RTP, mas foi na TSF – onde esteve entre os fundadores em 1988 – que se tornou uma referência no jornalismo português. Na mesma altura foi diretor da revista Grande Reportagem e de uma rádio com um público-alvo jovem, a Rádio Energia. No ano a seguir apresentou Concordo…ou talvez não na RTP1.

Em 1992, Emídio Rangel aceita o convite de Francisco Pinto Balsemão para ser o primeiro diretor de informação do primeiro canal privado português, a SIC. Ainda no canal de Carnaxide, acumulou o cargo com o de diretor de programas, sendo responsável pela época de ouro de audiências da SIC no final dos anos 90.

No início do século, o Big Brother e as novelas da TVI retiraram o monopólio à SIC, o que levou Rangel a sair da estação privada e a rumar à estação que o viu nascer, a RTP1, para ser o diretor-geral em 2001 e 2002.

[Em atualização]