The Fosters

Séries. O que ver neste verão 2014?

O mês de agosto ainda agora começou, mas já acabaste o stock de séries que tinhas planeado ver? O Espalha-Factos propõe-te neste artigo séries que estão agora no ar, em plena silly season, pelo que podes fazer maratonas a ver as temporadas anteriores, apanhares a atual exibição e vibrar com os episódios que vão saindo todas as semanas. Ao todo são nove séries, de Falling Skies a Teen Wolf, passando por Pretty Little Liars, The Strain, The Leftovers, The Fosters, Suits, Graceland e Rectify

Falling Skies

Agora que entrou na sua última temporada, Falling Skies promete surpreender os fãs com um final que se adivinha inesquecível.  Noah Wyle, que o público tão bem conhece de Serviço de Urgência, dá vida ao ex-professor universitário Tom Mason, que na companhia dos três filhos tenta salvar a Terra duma invasão extraterrestre. Pelo caminho, acaba por se envolver com a médica Anne Glass (Moon Bloodgood), sendo que desta relação resulta uma filha que envelhece a cada dia, e cujos poderes ainda não são totalmente compreendidos.

Falling Skies

Com o grupo dividido fisicamente nesta temporada, os fãs podem esperar muitas surpresas e aventuras nos derradeiros episódios. A série acaba a 12 de agosto, terça-feira, com um episódio de duas horas.

Pretty Little Liars

Pretty Little Liars, da ABC Family, conseguiu colar um grande número de fãs ao pequeno ecrã, desde o primeiro episódio. No centro da série estão quatro amigas, Spencer Hastings, Aria Montgomery, Hanna Marin e Emily Fields, unidas por um segredo: o desaparecimento misterioso de Alison, mais conhecida por A. Alison depressa é dada como morta, ao mesmo tempo que as quatro protagonistas começam a receber mensagens ameaçadoras, e que parecem conhecer todos os seus segredos, assinadas pela letra A.

Nesta temporada, em que a grande surpresa foi o reaparecimento de Alison, o mistério mantém-se: quem é A?

The Strain

Desde o êxito global de Twilight em 2008, os filmes e séries sobre vampiros têm proliferado. The Strain é mais um trabalho nessa senda e traz Guillermo Del Toro (El Laberinto Del FaunoPacific Rim) à televisão enquanto criador.

the-strain-logo1

A narrativa principia com sinistros acontecimentos adjacentes à aterragem de um avião comercial no aeroporto JFK (Nova Iorque). As portas encontram-se seladas, o motor desligado e os canais de comunicação em silêncio. Perante o temor de um ataque biológico, uma equipa de epidemiologia liderada por Ephraim Goodweather (Corey Stoll, o protagonista) é enviada para investigar. Dentro do avião são encontrados 206 cadáveres infetados com um vírus – que mais tarde se percebe transformar as vítimas em vampiros – e 4 sobreviventes. O desaparecimento dos cadáveres das morgues faz soar o alarme e coloca a população em perigo.

The Strain tem a caraterística distintiva de aliar a temática dos vampiros à biologia e à ficção científica. É uma série que se alicerça no suspense, no gore e num evento potencialmente apocalíptico, seguindo a linhagem de The Walking Dead. A fotografia é apelativa, vívida, beneficiando de cores saturadas e de uma paleta extensa. O desenvolvimento das personagens e os diálogos são, até ver, o ponto fraco, mas The Strain tem tempo e audiências para melhorar.

The Leftovers

Damon Lindelof, a principal mente criativa de Lost, regressou à televisão na fiável HBO (com a adaptação de uma obra literária). Seis episódios in The Leftovers é um tour de force sobre a angústia, a confusão, a anomia de viver após um evento inexplicável: 2% da população mundial desaparece subitamente. A série não se funda na busca de uma resposta e, muito por isso, excecionando um prólogo e fogachos de flashbacks, o que acompanhamos são as existências quebradas dos que ficaram, três anos depois do sucedido.

Justin Theroux (Six Feet UnderMulholland Dr.) dá corpo ao protagonista Kevin Garvey. É um chefe da polícia inseguro e alcoólico (vários paralelos com o Jack de Lost) que tenta manter a normalidade numa sociedade (e numa família) fragmentada, agressiva, envolta em novos cultos ou perspetivas.

The Leftovers

É uma série meditativa (com espasmos de violência extrema), repleta de simbolismos, opressivamente sombria e com um foco total no conflito interno de personagens que estão tão perdidas como as de Lost ou Six Feet Under. De certo modo, The Leftovers vem preencher o vazio televisivo de obras que colocam o existencialismo em primeiro plano. Distingue-se por uma atmosfera gélida e por uma estrutura narrativa incerta, deambulante – que também caracteriza os habitantes de Mapleton (Nova Iorque) retratados. Ver The Leftovers é trazer ao pensamento aqueles arrepios do ego derivados da migalha cósmica que é ser humano. Porque a nossa certeza é só uma: um dia vamos todos morrer.

The Fosters

The Fosters, da ABC Family, trouxe aos nossos ecrãs uma família que nos chega de mão dada com temas como a adopção, multiculturalidade e homossexualidade. A reconhecida qualidade do conteúdo e da maneira como este é apresentado e representado assegura o interesse de um público muito vasto.

Na segunda temporada, desde a tentativa de adopção falhada da Callie à gravidez complicada de Lena, a família Adams-Foster promete continuar a emocionar o público. Este drama, que é também enternecedor, vai certamente continuar a desmistificar tabus da sociedade atual de forma cativante e envolvente.

Suits

A dupla de advogados mais irreverente continua a dar cartas nesta quarta temporada, em exibição, que promete reviravoltas chocantes. No final da 3ªtemporada, Mike dá um novo rumo à sua vida quando sai da Pearson Specter para se tornar investidor bancário na empresa de Sidwell, antigo cliente da firma. Nesta 4ª temporada vemos Mike e Harvey em lados diferentes do jogo, ajustando-se ao novo paradigma da relação de cliente e advogado, que será posta em risco. Enquanto isso, a Pearson Specter descobre que um ex-promotor pode estar atrás de vingança contra Harvey e a firma.

suits

Durante os vários episódios até ao momento, a série focou-se sobretudo no caso de Logan Sanders e as aquisições da Gills Industries, disputadas tanto por Mike como por Harvey, de lados opostos. Ao mesmo tempo de tudo isto, Sean Cahill, o ex-promotor segue com investidas contra a firma, sobretudo a Harvey e a Mike. Suits é uma série de qualidade a não perder este verão, com uma dinâmica e ritmo perfeitos entre as personagens carismáticas e um argumento muito inteligente e sofisticado.

Graceland

Depois de algum tempo sem novidades do clã de agentes secretos, este verão podemos acompanhar a tão esperada segunda temporada da série com reviravoltas surpreendentes. Após Mike ter abandonado Graceland por um emprego em Washington DC no final da primeira temporada, o ambiente na casa ficou tenso com os desenvolvimentos decorridos de alguns casos.

Nesta temporada, Mike está de volta, não para ser mais um parceiro, mas para liderar uma operação de transporte massivo de barris de drogas em autocarros, que já vinha a ser estudada por ele há algum tempo. Em paralelo com esta operação, está outra de tráfico de mulheres e a do cartel Solano, retomada da 1ª temporada. Contrariamente à primeira temporada, podem esperar nesta um Mike completamente prepotente e arrogante, um Briggs sem história, uma Charlie desanimada e vencida, embora os outros três personagens Jakes, Paige e Johnny tenham as suas vidas exploradas ao pormenor.

Rectify

Depois de 19 anos a cumprir pena no “corredor da morte” pelo homicídio da sua namorada, Daniel Holden (Aden Young) é libertado quando novas provas apontam para a sua inocência. Dos produtores de Breaking Bad (um cunho que deixa muitas espectativas), Rectify tem um plot simples e pouca ação mas sabe surpreender, quer pela riqueza dos diálogos, quer pela inteligente construção das personagens. Na 1ª temporada acompanhámos os esforços de Daniel em adaptar-se a um mundo que lhe é estranho, enquanto tenta lidar com a hostilidade dos que não acreditam na sua inocência, mas ficaram ainda muitas perguntas para a 2ª temporada responder: afinal, o que realmente aconteceu naquela fatídica noite? Será Daniel inocente?

rectify

O ritmo lento a que a trama evolui pode não agradar a todos. Mesmo assim, Rectify é, sem dúvida, uma série a manter debaixo de olho.

Teen Wolf

Depois da morte de Allison, Teen Wolf viu uma das protagonistas ser substituída por novas caras: Kira e Malia. Para além destas novas personagens no núcleo duro de Teen Wolf, apareceram ainda novos elementos para a equipa de basebol da Beacon Hills High School.

Paralelamente, após o drama que foi o Nogitsune encarnado no hiperativo Stiles, as criaturas sobrenatuais de Beacon Hills vêm-se agora ameaçadas pela riqueza do Benefactor, que roubou 500 mil à família Hale. Esta entidade por descobrir serve-se de cobaias para matar lobos, banshee’s, raposas, ou qualquer outra criatura sobrenatural que habite aquela cidade. Com esta caça vieram ao de cima novos clãs como o de Satomi, uma das mais antigas e fortes da sua espécie.

Teen Wolf

Depois de uma temporada de cortar a respiração, Teen Wolf continua a afirmar-se como uma série de referência da MTV, não só para o público teen, mas também para os amantes de um bom thriller graças às excelentes interpretações. No último episódio até houve suspense para aquilo que seria a morte certa de Stiles… felizmente, tal não ocorreu, mas depois da morte de Allison, já podemos esperar sangue vindo de todo o lado em Teen Wolf.

Artigo redigido por Cátia Duarte Silva, Fran Silveira, Mariana Godet, Francisca Dias, Beatriz Ferreira e Tiago Varzim.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
HBO Max chega a Portugal na segunda metade de 2021