1907661_10152272458198598_2333900141624753247_n

Neo Pop, o que deve ser visto em Viana

 A cidade que viu a Ana no  Castelo prepara-se  para ver, ouvir, sentir e respirar o melhor da música electrónica a partir do forte de Santiago da Barra.

De Anti Pop a Neo Pop, o alinhamento de três dias promete estar à altura do título de melhor festival de música electrónica no nosso país, como de resto já o tem feito ao longo dos últimos 9 anos. Entre 14 e 16 de agosto, o evento fará de Viana do Castelo cenário importante para todos aqueles que se quiserem deixar levar numa viagem ainda sem retorno marcado.

O alarido motiva-se com os nomes nacionais e internacionais, que para além de estreantes, agrupa veteranos já presentes em edições anteriores do mesmo festival.

Num line-up de ouro, durante os três dias saltam à vista nomes como:

Quinta-feira 14 de Agosto

  • John Digweed, pioneiro na divulgação do progressive house;
  • Josh Wink mestre mundial na arte do djing;
  • Laurent Garnier, artista de culto com abrigo no techno;
  • Pan Pot, o duo que se auto-denomina “the dark side of the force” cruzador das fronteiras do techno e do house;
  • Underground Resistance, diretamente de Detroit para apresentar Timeline, sob a Curadoria da Red Bull Music Academy que se alia ao festival pelo quarto ano consecutivo.

Sexta-feira 15 de Agosto

  • Jeff Mills, estreante do festival e membro dos Underground Resistance, representará a segunda vaga do techno de Detroit.
  • Recondite Live, com histórico no deep e acid house bem como no techno, Lorenz Brunner promete contagiar.
  • Richie Hawtin, autor de um techno minimalista e responsável pela evolução da música eletrónica ao longo das ultimas três décadas. Quem não se lembra da sua passagem pelo Neopop em 2012, depois de um set do qual ainda hoje se fala?
  • VakulaDeep house elevado ao mais alto patamar.
  • Ø [Phase], com Robert Hood como inspiração, representa a cena techno britânica.
  • Carl Cox, nome conhecido de tantos, já provou ser um pioneiro e visonário ao longo do seus 30 anos de carreira.

Sábado 16 de Agosto

  • Nina Kraviz, da Sibéria chega-nos a mixer de house, techno e acid que depois de há um mês ter estado no Palco Clubbing do NOS Alive, regressa a Portugal para um festival completamente diferente.
  • Tale of us, entre disco, house, indie, techno assumem-se com linhas melódicas e baixos intensos. Carmine Conte e Matteo Mileri de Milão para Viana.
  • The Persuader aka Jesper Dahlbäck Livetechno indisciplinado e aguerrido capaz de fazer suster a respiração do Neopop 2014.
  • Uner, Manuel García Guerra combinando um house mais deep com um techno groovy fará uma atuação conjugando dj set com o live act.

10402555_10152299636908598_2889483246283007356_n

As cartas estão na mesa e sob o slogan “Who’s the lucky one?” é caso pra dizer que serão todos aqueles fãs que compraram, os já esgotados, passes de três dias.

 Para mais informações:

http://neopopfestival.com/

https://www.facebook.com/neopopfestival

Mais Artigos
Dia de Cristina
‘Dia de Cristina’. “Maior segredo da TVI” vai ser revelado