Studio_Ghibli_Logo

Estúdios Ghibli não produzirão mais animações

When Marnie Was There foi o último filme produzido pelos estúdios Ghibli. Os estúdios de animação vão mesmo fechar portas, alegadamente devido a insustentabilidade económica. O comunicado foi feito por Toshio Suzuki, produtor dos estúdios japoneses.

Não se pode dizer que este tenha sido um desfecho surpreendente, já que os rumores datavam já do ano passado, altura em que Hayao Miyazaki e Isao Takahata anunciaram que se iriam reformar.  Hoje as más notícias confirmaram-se e a “Walt Disney japonesa” irá mesmo cessar funções. Este encerramento deve-se aos recentes resultados de bilheteira obtidos no Japão, onde, por exemplo, o filme The Tale of Princess Kaguya rendeu “apenas” 48 milhões de dólares, sendo considerado um fracasso pelos estúdios nipónicos.

De agora em diante, os estúdios Ghibli servirão apenas para gerir os direitos de licenciamento e merchandising das suas películas e para a produção de anúncios e video clips musicais. Irá ser mantida apenas uma pequena equipa destinada aos projectos futuros de Hayao Miyazaki, sem que se saiba quais serão esses projectos, uma vez que o japonês anunciou a sua reforma no ano passado. Será ainda produzida uma última série de animação, criada por Goro Miyazaki (filho de Hayao), chamada Ronya.

O mundo do cinema de animação fica hoje mais pobre com a queda dos estúdios que deram ao mundo filmes como O Meu Vizinho Tororo, O Túmulo dos Pirilampos, Princesa Mononoke, A Viagem de Chihiro, Porco Rosso, Nausicaa do Vale do Vento ou Memórias de Ontem. Termina assim uma era de fantasia e imaginação, que encantou pequenos e graúdos um pouco por todo o mundo, graças a mensagens ricas em conteúdo e muito inspiradoras.

Mais Artigos
The Undoing
‘The Undoing’ supera estreia de ‘Game of Thrones’