Vencedores do 22

22.º Curtas de Vila do Conde: os Vencedores

Após nove dias competição, o júri do 22.º Curtas de Vila do Conde decidiu quais as melhores curtas-metragens que passaram pelo Teatro Municipal de Vila do Conde e distribuiu os prémios no fim-de-semana.

Na Competição Nacional, Triângulo Dourado, uma curta-metragem da autoria Miguel Clara Vasconcelos, foi o grande vencedor ao arrecadar o Prémio BPI/Pixel Bunker, que distingue o melhor filme nacional. Esta é a segunda vez que o realizador português sai vencedor do Curtas de Vila de Conde, após ter arrecadado em 2005 o prémio de de Melhor Curta-Metragem Portuguesa, com Documento Boxe. Fuligem, de David Doutel e Vasco Sá, ganhou o Prémio do Público ao qual juntou o Prémio DigiMaster, atribuído à melhor realização nacional.

Já na Competição Internacional, por onde passaram obras exibidas em festivais de enorme prestígio internacional como Cannes e SundanceCambodia 2099  foi distinguida com o Grande Prémio Jameson para Melhor Filme, no valor de 2000 euros. Este foi no entanto o único prémio que esta coprodução franco-cambojana assinada por Davy Chou arrecadou. As restantes distinções da Competição Internacional dividiram-se entre trabalhos mexicanos, franceses, polacos e americanos. Destaque ainda para o português Vasco Mendes, que venceu a Competição Vídeos Musicais.

Este ano o Curtas de Vila do Conde contou com um júri composto por Fabien Gaffez, coordenadora das curtas-metragens na Semana da Crítica do Festival de CannesVanja Kaludjercic, programadora da secção New Currents do Festival de Cinema de SarajevoJosé Manuel Lopez, crítico espanhol; e os realizadores João Rui Guerra da MataPaul Negoescu, presenças habituais no festival. Em baixo podes conferir a lista completa de vencedores.

Competição Nacional:

  • Prémio BPI/Pixel Bunker: O Triângulo Dourado, de Miguel Clara Vasconcelos
  • Prémio DigiMaster: Fuligem, de David Doutel e Vasco Sá
  • Prémio do Público: Fuligem, de David Doutel e Vasco Sá

Competição Internacional:

  • Grande Prémio Jameson: Cambodia 2099, de Davy Chou
  • Prémio Ficção: Person to Person, de Dustin Guy Defa
  • Prémio Documentário: El Palacio, de Nicolás Pereda
  • Prémio Animação: Niebiesky Pokój, de Tomasz Siwinski
  • Prémio do Público: Panique au Village: La Bûche de Noël, de Vincent Patar e Stéphane Aubier
  • Prémio EFA: Panique au Village: La Bûche de Noël, de Vincent Patar e Stéphane Aubier

Competição Vídeos Musicais:

  • Prémio Vídeos Musicais: Far from EverythingWhite Haus, de Vasco Mendes

Competição Experimental:

  • Prémio Experimental: Hacked Circuit, de Deborah Stratman
  • Menção Honrosa: Ocho Décadas sin Luz, de Gonzalo Egurza

Prémios TAP Portugal para a Melhor Média-Metragem Portuguesa de Ficção:

  • Menos 45 minutos: Boa Noite Cinderela, de Carlos Conceição
  • Mais de 45 minutos: Bicicleta, de Luís Vieira Campos

Competição Take One!:

  • Prémio Smiling: Manifesto dos Danados, de João Niza Ribeiro
  • Prémio Instituto Português do Desporto e da Juventude: Manifesto dos Danados, de João Niza Ribeiro
  • Prémio Agência da Curta-Metragem: Manifesto dos Danados, de João Niza Ribeiro
  • Menção Honrosa: Rodrigo Perdigão, Vulto

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Sozinho em Casa
Macaulay Culkin diz-se ‘vendido’ à ideia de substituir Trump no filme ‘Sozinho em Casa 2’