Computadores, smartphones, tablets, MP4, iPod… a tecnologia de hoje em dia é o resultado de anos e anos de evolução e de aprimoramentos. Hoje em dia, não há nenhuma criança que não saiba o que é o Facebook, como tirar uma foto com um smartphone ou até mesmo como fazer download de uma aplicação, levando por vezes os seus pais a entrar em despesas. Contudo, como é que as crianças se comportariam na presença da mais alta tecnologia… de há 30 anos atrás?

Essa foi uma pergunta a que os Fine Brothers procuraram responder. Com uma conta no YouTube com mais de nove milhões de seguidores, a dupla norte-americana recrutou pouco mais de uma dezena de crianças e testou os seus conhecimentos em relação a um computador da década de 80, a um leitor de música de 1979 ou até mesmo em relação a um telefone rotativo.

O mais recente vídeo da ‘saga’ coloca os miúdos num frente-a-frente com um GameBoy, uma das primeiras consolas de jogos portátil, da Nintendo, lançada a 21 de abril de 1989. O vídeo já conta com mais de 3,6 milhões de visualizações em apenas dois dias e as críticas – por parte das crianças – são várias: por ser “demasiado pixelizado”, por “não ter bons gráficos nem muita cor” ou até mesmo por ser “bastante aborrecido“. Para muitos, uma autêntica relíquia de outros tempos.

  • Computador Anos 70

Quem também mereceu a atenção da pequenada foi um computador de finais dos anos 70. A ausência de um rato, os demasiados passos para o ligar e, claro, o tamanho da máquina foram alguns dos aspectos apontados.

  • Walkman

Quem não se lembra do famoso Walkman, da Sony? Este dispositivo pioneiro, anunciado no dia 1 de julho de 1979, permitia a quem o adquirisse ouvir as suas próprias músicas sem estar dependente de ninguém a não ser da durabilidade das pilhas, somando qualquer coisa como 200 milhões de versões diferentes ao longo dos 30 anos em que se manteve no mercado. Podia não ter nem memória interna nem colunas de som, mas, adivinhe-se, houve mesmo quem achasse o Walkman mais prático (e mais barato) do que um iPad! Maxim, os teus pais estão orgulhosos.

  • Telefones Rotativos

Para concluir, algo mais vintage. Com os telefones rotativos, por vezes, era mais o tempo que se demorava a marcar o número do que propriamente o tempo de conversa, mas era esta a forma mais prática de conversar com quem estava mais longe antes da introdução dos telefones com teclado alfanumérico, em 1963. Escusado será dizer que estavam dependentes de uma ligação por cabo e que correr os cantos todos da casa a fofocar com a amiga estava fora de questão. “Uma tortura”, dizem eles.

  • Bónus

Não há nada melhor do que as reações inocentes de uma criança, é certo, mas também há formas de deixar de queixo caído quem já cá anda há mais alguns anos. O Google Glass foi o primeiro passo da gigante empresa norte-americana nos chamados dispositivos ‘vestíveis’ e ainda nem está disponível para o consumidor final, mas já houve quem pudesse testar esta tecnologia futurista. “Onde está o botão? De que filme de fição científica tiraram isto? Como é que insiro os meus dados seu uma caneta?” foram algumas das reacções. Só visto: