espalha-factos-jardins-proibidos-1

Jardins Proibidos. 14 anos depois, Teresa e Vasco regressam à TVI

A novela que marcou o início da ficção nacional de sucesso vai ter uma sequela. O elenco já está escolhido e as gravações já começaram. 14 anos depois do final de Jardins Proibidos, Vera Kolodzig e Pedro Granger estão de volta: mais velhos, com filhos e com novos dramas para prenderem o público português ao ecrã.

Foram vários os nomes que se tornaram conhecidos do público e sucessos da representação nacional e internacional depois de terem feito parte do elenco de jardins proibidos. Vera Kolodzig, Pedro Granger, Daniela Ruah ou Maya Booth são disso exemplos. A novela Jardins Proibidos marcou a ficção nacional: foi o primeiro produto de ficção a ultrapassar as audiências das produções da Globo. Escrita por Manuel Arouca e Tomás Múrias, teve início a 8 de abril de 2000 e terminou em fevereiro de 2001. Foram 157 episódios de uma história de amor que lutava contra os preconceitos familiares e que tinha Teresa (Vera Kolodzig) e Vasco (Pedro Granger) no centro da ação.

ENREDO

A história tem início em 1985 com uma paixão entre Clara Ávila (Ana Nave), filha de Emília Ávila (Lurdes Norberto), e Lourenço (Almeno Gonçalves). A diferença de classes leva a que Emília interfira na relação e impeça a sua continuação. Mas entretanto Clara já está grávida… Emília mente à filha dizendo que a bebé morreu e entrega-o ao seu motorista que acaba por ficar com ela. 15 anos depois, a bebé já cresceu e tornou-se uma jovem exemplar e o orgulho dos avós. A jovem é Teresa (Vera Kolodzig), que se vai apaixonar por Vasco (Pedro Granger). As classes sociais são diferentes e por outro lado as proximidades familiares são muitas, pelo que as famílias não facilitam o relacionamento. Apesar de tudo, os jovens acabam por ultrapassar todas as barreiras e conseguir criar uma vida juntos.

espalha-factos-jardins-proibidos-13

A ideia de fazer, pela primeira vez na ficção nacional, a sequela de uma novela, partiu de José Eduardo Moniz. De regresso à consultoria da estação de Queluz, afirmou ao Diário de Notícias que “toda a gente está entusiasmada para que este seja um produto que os espectadores da TVI vejam que estão a assistir a algo feito com paixão e qualidade”.

espalha-factos-jardins-proibidos-1114 anos se passaram desde o fim de Jardins Proibidos, mas manter a história foi o desejo da TVI. Assim Manuel Arouca continua como escritor da história e Paulo Gonzo mantém-se a voz do genérico. “Em 2000 o Moniz disse: ‘Soubemos ler a alma dos portugueses’. Acredito que vamos voltar a fazê-lo. Estamos a trabalhar para fazer a melhor novela de sempre. (…) A sequela vai repetir o êxito de Jardins Proibidos, afirmou o autor da novela ao Diário de Notícias.

A apresentação à imprensa já aconteceu e o elenco já foi apresentado. Parte dos nomes que deram vida à novela em 2000 mantêm-se. Vera Kolodzig (que fez uma participação especial no Vale Tudo da SIC), revela-se entusiasmada por voltar a participar no projeto: “É com grande emoção que regresso à TVI, na personagem com a qual me estreei há 14 anos”, afirma a atriz na sua página de Facebook. Também Pedro Granger volta a fazer parte do elenco. As suas personagens, Teresa e Vasco, estão agora casados e com uma filha, mas a sua vida ainda não está repleta de sossego. Algumas confusões ainda estão para acontecer com o casal que protagonizou a novela e os dramas familiares há 14 anos.

Maya Booth, Teresa Tavares, Rita Salema, Lurdes Norberto, Pedro Górgia e Luís Alberto também se mantêm no elenco. A este grupo, juntam-se vários nomes novos como Diogo Amaral, Helena Isabel, Rui Morrison, Isabel Medina, Rui Porto Nunes ou Rita Brutt.

Para quem seguiu Jardins Proibidos em 2000 e viveu os dramas das personagens, esta é a oportunidade para relembrar a história que deu início à ficção nacional. A curiosidade pode já ser alguma, mas a estreia só está prevista para setembro.

Mais Artigos
Big Brother
‘Big Brother’. Cláudio e Teresa numa tragédia em três atos