A Sonatural, empresa portuguesa que se dedica à produção de alimentos naturais, usa na criação dos seus Green Juices uma máquina de hiperpressão a frio que era utilizada pela NASA. A tecnologia é pertencente à Frubaça, empresa que aproveita a maçã de Alcobaça na produção dos sumos.

A máquina em questão, que fazia parte da Thermal Engeneering Branch e era utilizada para cortar ligas de foguetões e regular os sistemas de temperatura nos mesmos, serve agora para preservar os sumos até 55 dias, sem ser necessário recorrer a conservantes, aditivos ou açúcares.

Miguel Rita, responsável pela internacionalização da Sonatural, considera que a tecnologia é um fator importante na produção dos sumos, embora prefira dar todo o crédito aos produtos portugueses, uma vez que o que está a ser vendido é a qualidade do sumo e não a máquina que o produz.

A maçã de Alcobaça é um dos produtos mais destacados, considerada como a “maçã mais doce da Europa,” e que está por detrás do sucesso dos Green Juices. Miguel Rita acrescenta ainda que o facto de Alcobaça ser “uma região demarcada, reconhecida pela União Europeia” possibilita a venda do produto no estrangeiro. Outro dos fatores que Miguel Rita aponta é o cuidado que os consumidores têm com a alimentação, que tem aumentado todos os anos.

A Sonatural tem ganho bastante conhecimento no estrangeiro através da exportação dos Green Juices. 70% dos sumos são vendidos para fora, principalmente Inglaterra, Bélgica, Espanha, França e Noruega e as exportações dos mesmos representam 30% do volume dos negócios da empresa.