NPS

Antevisão NOS Primavera Sound: 5 estreias e 5 regressos

O NOS Primavera Sound chega já amanhã ao Parque da Cidade do Porto e entre galochas e capas para a chuva vai haver muita e boa música. Mostramos-te as 5 estreias mais importantes nos palcos nacionais e 5 dos regressos mais esperados.

Estreias assinaláveis

quinta-feira, dia 5

Kendrick Lamar é um dos cabeças de cartaz do festival e estreia-se no nosso país com o seu hip hop herdeiro da obra de Tupac Shakur. Traz os temas de good kid, m.A.A.d city, um dos discos mais aclamados de 2012, excelente livro de histórias narradas na primeira pessoa por Lamar, oriundo da Califórnia. Do palco pode esperar-se muito flow, muita energia e provavelmente, uma das melhores performances do festival. Toca às 00h40.

sexta-feira, dia 6

Às 21.10 o Palco Super Bock recebe os Slowdive e às 00.50 os Loop sobem ao Palco ATP. São duas estreias-regresso interessantes com características muito próximas. Ambas as bandas, londrinas, abandonaram os palcos há cerca de duas décadas e trazem uma sonoridade que lembra os My Bloody Valentine, que tocaram no Primavera Sound o ano passado, dando um concerto que foi amado por uns e odiado por outros. Estes dois regressos serão uma viagem no tempo e possivelmente darão que falar também.

sábado, dia 7

Insistimos em estreias que de alguma forma são regressos ao passado. Falamos dos Neutral Milk Hotel (2oho0), o primeiro nome anunciado, na edição de 2013, para este ano e Slint (00h25). Ambos trazem discos marcantes do pop rock dos anos noventa – In the Aeroplane Over the Sea (1998) e Spiderland (1991) – e a curiosidade para saber como funcionam na era digital é mais que muita.

collage_estreias

Regressos imperdíveis

quinta-feira, dia 5

Os Spoon regressam a Portugal depois de um concerto memorável na Aula Magna em 2008. Trazem novos temas de um disco ainda sem data de lançamento, mas também músicas de Transference, editado em 2010. Os clássicos  I Turn My Camera On, The Way We Get By ou You Got Yr. Cherry Bomb não faltarão neste regresso marcado para as 19h45.

sexta-feira, dia 6

Tom Verlaine e Companhia trazem os anos 70 de volta ao Porto, onde tocaram em Serralves em 2004. Desta feita os Television tocam na íntegra Marquee Moon (19:35), um dos discos mais marcantes da história do rock. De regresso à Invicta está também o projeto Darkside de Nicholas JaarDave Harrington, que tocaram há dois anos na Casa da Música. Prometem um espetáculo musical e audiovisual ímpar, que começa à 1h30.

sábado, dia 7

Um dos nomes mais interessantes para esta edição do Primavera Sound é o de Charles Bardley, que sobe ao palco ATP às 23h00. Esteve em Portugal com The Budos Band em 2011, no Cool Jazz Fest, altura em que já com sessenta anos editou o seu primeiro disco pela Daptone. Traz-nos agora Victim of Love, o registo de 2013 que caiu nas boas graças de todos os amantes da soul.

Com alma e carisma chega-nos também Ty Segall (palco ATP, 01h55), que já tocou no Barreiro Rocks, naquela que foi a sua estreia absoluta em palcos europeus. No Porto pode esperar-se rock rasgado com os temas do mais recente Sleeper (2013), mas também uma passagem pela obra global do profícuo músico que à hora do concerto estará a comemorar o seu 27.º aniversário.

collage_regressos

Ainda há passes à venda para o NOS Primavera Sound e custam 105 euros, enquanto os bilhetes diários custam 55 euros.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Mariza, Carminho e Tony Carreira em nova manifestação do setor da Cultura