041308-DevCom096F

Strauss-Kahn vai processar os responsáveis pelo filme “Welcome to New York”

Dominique Strauss-Kahn vai apresentar uma queixa por difamação contra o filme Welcome to New York, de Abel Ferrara, que foi exibido de forma independente no Festival de Cannes, no passado sábado. O anúncio foi feito pelo advogado do ex-diretor geral do Fundo Monetário Internacional (FMI) à estação de rádio francesa Europe 1.

O filme de Abel Ferrara baseia-se no escândalo mediático que rebentou em 2011, quando Strauss-Kahn foi detido por alegadamente agredir sexualmente a emprega de um hotel de Nova Iorque. Mas, apesar de o realizador de Welcome to New York garantir que este não pretende ser um filme biográfico -, uma vez que, como anuncia o trailer, “as personagens do filme e as cenas que as mostram na sua vida privada são ficcionadas” – Strauss Kahn mostrou-se “enojado” com a película. 

Jean Veil, o advogado de Strauss-Kahn, que classificou o filme como “abominável”, promete avançar para os tribunais “nos próximos dias”. Ainda assim, Veil garante que a exibição do filme não será posta em causa, já que “Dominique Strauss-Kahn não é um censor”.

Num encontro com a imprensa, em Cannes, Abel reagiu ao anúncio feito pelo advogado do antigo diretor do FMI: “Este é um filme de ficção. Não conheço Dominique Strauss-Khan nem Anne Sinclair [a ex-mulher de Strauss-Kahn], mas não vou ficar sempre calado e a censurar-me [na minha carreira]. Não posso colocar barreiras à minha imaginação. Se isso me preocupasse, não poderia estar a fazer filmes”.

Mais Artigos
Viver a Vida bate novo recorde e Cristina volta a descer.
‘Viver a Vida’ bate novo máximo e Cristina continua a perder audiências