Tunas, música brasileira, rock e muita festa. A Queima das Fitas de Coimbra teve um primeiro dia eclético e cheio de tradição.

Foi com a TFMUC (Tuna Feminina de Medicina da Universidade de Coimbra) que abriu a primeira noite da Queima das Fitas de Coimbra. Apesar de curto, o concerto aqueceu os corações do público para a noite.

Durante o concerto da TFMUC, os repórteres enviados pelo Espalha Factos assistiram à conferência de imprensa dada pela banda que se seguiu às tunas, Let the Jam Roll. Unida há cerca de dez anos, a banda possui um estilo muito próprio composto por misturas de vários estilos musicais como o rock, o reggae e o jazz. Durante a conferência, a banda confessou ser difícil escolher o que tocar nos concertos e adiantou ainda ter datas marcadas para brevemente.

Terminado o concerto da Tuna Feminina, os Let the Jam Roll subiram ao palco e invadiram o público com a sua sonoridade tão particular, tornando notável o agrado nos rostos do público que ia chegando ao recinto.

Com um público cada vez mais numeroso e após algumas cervejas, chegou a vez de Daniela Mercury subir ao palco e foi então que começou a loucura! A cantora pôs toda a gente a dançar com os seus ritmos animados. Interagindo muito com o público, a brasileira deu um espetáculo dinâmico graças aos dançarinos que a acompanhavam.

Paralelamente, o público ia passando pelas tendas espalhadas pelo recinto e pelo palco RUC, onde passava música eletrónica e alguns estilos mais alternativos.