A primeira semifinal do Festival Eurovisão da Canção inicia-se daqui a meia hora, com transmissão através da União Europeia de Radiodifusão, em Portugal representada pela RTP1. Emanuel, compositor da canção nacional, aponta o facto de “termos de cantar em português” como uma dificuldade para a obtenção de bons resultados.

O produtor nacional chegou a revelar que iria produzir uma versão bilingue para levar o certame europeu, mas isso não chegou a acontecer, por faltar autorização da RTP para tal. Na noite em que se disputa a primeira eliminatória no Eurofestival, Emanuel revela que isto pode ser um entrave à classificação portuguesa para a finalíssima: «O nosso histórico nas anteriores edições mostra que Portugal raramente passa à final. Por muitos motivos, um deles é não termos muitos vizinhos a votar em nós e depois porque temos de cantar em português e não em inglês. Isso é um entrave e dificulta muito o nosso caminho. Mas sempre foi assim, não é de agora».

Portugal é o 13.º a atuar esta noite e tem seguido em último nas casas de apostas, embora os sites de fãs tenham avaliado positivamente os vários ensaios, nomeadamente o da noite de ontem, aquele que foi avaliado pelo júri. Esta noite, o Espalha-Factos acompanha a emissão em direto da Universidade Nova, onde organiza a sua primeira Euronight.