Morreu a noite passada o ator Bob Hoskins, aos 71 anos, vítima de pneumonia.

Nascido em 1942 em Inglaterra, iniciou a sua carreira nos anos 70 na televisão britânica. Hoskins começou a ganhar notoriedade a partir dos anos 80 com as suas participações em vários filmes britânicos, de onde se destacam A Sexta-Feira Mais Longa (1980) ou Mona Lisa (1986), que lhe valeu o BAFTA, o Globo de OuroPrix d’interprétation masculine em Cannes para Melhor Ator. Em 1988, entrou no mais icónico filme da sua carreira: Quem Tramou Roger Rabbit, onde encarnou o detetive Eddie Valiant.

Na década de 90, a carreira de Hoskins entrou em decadência. Depois de contracenar com Cher em A Minha Mãe é Uma Sereia (1990) e ter recebido uma nomeação para os Screen Actors Guild pelo filme Nixon (1995), em conjunto com o restante elenco, o britânico entrou em vários filmes de fraca qualidade, tendo chegado a receber uma nomeação para Pior Ator Secundário em 2005 pela sua performance em A Máscara 2 – A Nova Geração. O seu último filme foi Branca de Neve e o Caçador (2012).

Bob Hoskins havia abandonado a carreira no cinema já em 2012, após lhe ter sido diagnosticado Parkinson no ano anterior. O ator estava internado no hospital e a notícia da sua morte foi avançada pelo agente.