Afinal The Hateful Eight poderá ser mesmo o próximo projeto cinematográfico do realizador Quentin Tarantino que, após uma leitura pública do seu guião, afirmou, vestido de cowboy, estar ainda a trabalhar nele.

Quando, no início do ano, o guião escrito pelo realizador norte-americano foi publicado sem permissão na Internet, as hipóteses de o levar ao grande ecrã pareciam ter caído por terra. O próprio Tarantino disse sentir-se traído e furioso com os autores desta fuga de informação e acabou por admitir querer abandonar o projeto, mas deixando a ideia que poderia ainda publicá-lo em livro.

Agora, e para grande alívio e alegria dos fãs, The Hateful Eight parece ter novamente pernas para andar. No último sábado, Quentin Tarantino fez uma leitura pública do seu guião, numa sessão organizada pela associação Film Independent, perante uma audiência de 1200 pessoas. Estiveram ainda presentes na leitura alguns dos atores prediletos do realizador, como Samuel L. Jackson, Tim Roth e Michael Madsen, entre outros, o que aponta para que o elenco do filme esteja já meio definido.

Quem ouviu a leitura do guião diz que The Hateful Eight é uma mistura de Western com os policiais de Agatha Christie, aliada à violência e aos flashbacks típicos de Tarantino. Passado no pós-guerra civil dos EUA, o filme contará a história de oito desconhecidos que ficaram presos em nenhures. No entanto, o guião apresentado ao público é ainda um rascunho. O realizador/argumentista está ainda a trabalhar em outros dois e o quinto capítulo da história será totalmente reescrito ou eliminado.

Quentin Tarantino deverá esclarecer as suas intenções em relação a The Hateful Eight num futuro próximo.