A loja de roupa online de Joana Santos Leite e Daniela Lopes, intitulada I’m Mad, começou há um ano e conta com mais de oito mil seguidores nas redes sociais. É um exemplo de empreendedorismo jovem aliado às novas tecnologias, mas estas duas amigas ainda têm o desejo de um espaço físico para vender as peças que elaboram destinado ao público feminino. O Espalha Factos conversou com Joana Leite, uma das fundadoras, sobre as peças que vendem, o conceito da marca, as vantagens em ter uma loja virtual e os objetivos para o futuro.

A I’m Mad começou devido ao gosto das duas fundadoras por vestuário. Começou com o desejo de venderem roupa que acumularam ao longo da vida e usaram poucas vezes e, atualmente, estão a vender algumas peças na loja Mima, em Braga. O Espalha Factos tentou saber o que levou estas jovens a começar a sua loja de roupa num universo cibernético, cada vez mais recheado de informações e mais lojas online.

EF: Podes começar por descrever-me que peças são vendidas na tua marca?

JS: São inúmeros os artigos que vendemos, desde roupa, bijutaria e complementos. Mas destacamo-nos pelas sweats e tops que personalizamos. Agora que o sol já espreita temos peças mais frescas: jumpsuits, saias, blusas, tops, entre outras.

I'm mad no Fleamarket

Sentes que até agora conseguiste promover a tua marca de forma a chegar a um grande número de público?

Em julho deste ano vamos celebrar dois anos de existência e contamos com mais de oito mil seguidores na nossa página do Facebook. Para nós são mais de oito mil pessoas que gostam do nosso trabalho, os números tem a importância que tem mas quando olhamos é assim que o lemos.

A venda online de peças de roupa é um modelo de negócio sustentável, tendo em conta a tua experiência?

Sem dúvida que a venda na Internet revolucionou o mercado. As pessoas procuram, de uma forma mais direta, obter bens materiais como peças de vestuário. Na I’m Mad, a maior parte das clientes está numa faixa etária entre os 16 e 20 anos, são maioritariamente jovens estudantes com o horário limitado devido às aulas, trabalhos e estudo. Quando estão em casa aproveitam para ver as novidades e fazer encomendas. A grande utilização de smartphones vem ajudar a que as vendas se processem de uma forma mais rápida que permite às compradoras entrar em contato connosco em qualquer lugar e qualquer hora.

Quais são as vantagens de ter uma loja virtual?

A principal vantagem é, sem dúvida, a liberdade de tempo e espaço. Desde que haja acesso à Internet podemos exercer esta atividade em qualquer lugar e a qualquer hora, respondendo às clientes e às dúvidas que vão chegando à página. Se tivéssemos cingidas a uma loja física estaríamos limitadas não só à sua localização como ao horário de funcionamento.. Por vezes chegam-nos encomendas muito depois da meia noite, tais pedidos eram praticamente impossíveis de registar com uma loja física.

encomendas I'm Mad

Já pensaste em expandir a tua loja para o mercado masculino?

Pensar já pensamos mas estamos conscientes das limitações que isso iria implicar no nosso negócio. Não que os homens não adquiram roupa online mas poucos são os que compram e, no nosso caso, compram para oferecer às namoradas.

Qual é o feedback que tens recebido das pessoas?

O feedback é bastante satisfatório e prova disso é a quantidade de pessoas que fomos conquistando ao longo do percurso da loja. Temos um álbum na página destinado ao feedback, onde as pessoas podem partilhar como se processou a compra e o quanto ficaram satisfeitas com as peças. No geral as pessoas gostam tanto da loja que viram clientes assíduas das coleções, ficam sempre atentas às novidades e não  perdem uma oportunidade de comprar.

E quais são os planos que tens para a tua loja?

O nosso objetivo é conseguirmos cada vez mais seguidores, chegar a mais pessoas. Continuamos com o sonho de abrir um pequeno espaço físico no Porto, inteiramente assinado pela I’m Mad onde as pessoas possam experimentar as peças e falar pessoalmente connosco. 

sessão fotográfica I'm Mad

Para teres mais informações sobre as novas coleções da I’m Mad e a novas colaborações consulta a página oficial da loja no Facebook.