A rubrica “5” pretende trazer aos leitores cinco factos cinematográficos de 15 em 15 dias. O tema desta semana centra-se em cinco dos adereços mais icónicos do mundo do cinema que foram vendidos a preços exorbitantes.

Senhoras e senhores, hoje, em leilão, temos cinco memoráveis adereços da história do cinema, sem os quais os filmes a que pertenceram não seriam tão bem-sucedidos. Escolham o melhor lugar, acomodem-se e preparem as carteiras: a sessão vai começar. Quem dá mais?

 Lote 1: um raríssimo Delorean DMC – 12 de Regresso ao Futuro 

A empresa automobilística DeLorean Motor começou a fabricar o carro desportivo Delorean DMC-12, entre 1981 e 1982, ainda antes de Regresso ao Futuro de Robert Zemeckis. Mas, foi quando o jovem Marty McFly (Michael J. Fox) e o inventor Emmett Brown (Christopher Lyod) voltaram ao ano de 1955, numa máquina de viajar no tempo sob a forma de um carro DeLorean, que este se tornou um dos mais icónicos automóveis a sair da garagem de Hollywood.

Ao todo, foram produzidos sete DeLoreans MC-12 para as filmagens da épica trilogia Regresso ao Futuro; contudo, apenas três sobreviveram ao passar dos anos.  Em dezembro de 2011, num leilão organizado pela Profiles in History, um destes automóveis tornou-se um dos adereços cinematográficos mais caros a ser licitados. Os lucros reverteram a favor da Fundação Michael J. Fox para a investigação da doença de Parkinson.

Vendido! Por 528 000 $

Lote 2: os sapatinhos mágicos cor de rubi de Dorothy Gale

original wizard of oz ruby red slippers

Como é costume nos filmes de Hollywood, são feitas várias cópias dos adereços e fatos mais importantes. Os sapatos cor de rubi usados pela doce Dorothy Gale em O Feiticeiro de Oz, de 1939, não foram exceção; para o filme, foram feitos vários pares de tamanhos diferentes, mas o número exato de réplicas é desconhecido – entre cinco a dez, estimou o produtor do filme Mervyn LeRoy. No nosso mundo bem a cores, houve, pelo menos, cinco pares que sobreviveram e que conheceram destinos bem distintos.

No romance de L. Frank Baum que deu origem ao filme, The Wonderful Wizard of Oz, os sapatinhos oferecidos pela bruxa boa, Glinda, a Dorothy eram prateados. Contudo, os criadores deste mundo de fantasia fílmico escolheram um vermelho brilhante para a cor dos sapatos com que Dorothy percorre a Estrada de Pedra Amarela, de forma a aproveitar os inovadores processos de coloração cinematográfica da altura. Este adereço, sem o qual a memorabilia de Hollywood seria muito mais pobre, chegou ao mundo pelas mãos de Gilbert Adrian, o chefe de Guarda-Roupa dos estúdios MGM, e tornou-se um elemento fundamental do filme – que permitiu a Dorothy regressar à sua casa, no Kansas.

Um dos pares calçados por Judy Garland durante as gravações do clássico foi a estrela do leilão de peças icónicas de Hollywod organizado pela Profiles in History, em dezembro de 2011. Leonardo DiCaprio foi o principal benfeitor a contribuir para que esta peça caminhasse até uma grande casa: ao futuro museu da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, a abrir em 2017, em Los Angeles.

Vendido! Por 2 000 000 $

Lote 3: um trenó de pinho chamado “Rosebud”

 

Rosebud-Pine

Quanto estarias disposto a desembolsar pelo símbolo da feliz e inocente infância de Charles Foster Kane, o magnata de Citizen Kane – O Mundo A Seus Pés? Provavelmente não conseguirias superar a oferta de 60 500 $ feita por Steven Spielberg, num leilão, em 1982, na cidade de Nova Iorque. Para este filme de 1941 de Orson Welles, foram feitos três trenós que deveriam ter sido queimados na cena final – dois deles tiveram esse destino, mas o sobrevivente continuou a viver no mundo do cinema com o realizador de E.T

E, porque falar em Citizen Kane é falar em misticismo, um outro “rosebud” de pinho, utilizado no início do filme, foi vendido num leilão da Christie’s, em 1996, a um licitador anónimo. Antes de ser leiloado, conta-se que o brinquedo preferido de Kane esteve nas mãos de Robert Bauer, um militar reformado, que, em 1942, ganhou o famoso adereço num concurso da RKO Pictures.

Vendido! Por 233 500 $

Lote 4: o sabre de luz de Luke Skywalker

LukeSkywalkerLightsaber2

A saga Star Wars foi magistral na construção de um dos universos mais famosos da ficção científica, ao qual sucedeu um dos maiores e mais épicos franchises do mundo Hollywoodesco. De entre os vários jogos de computador, brinquedos, DVD’s e roupas alusivos à saga, o sabre de luz do determinado jovem Luke Skywalker (Mark Hamill) é dos mais vendidos.

Contudo, um dos verdadeiros sabres de luz manejados por Hamill em A Nova Esperança e O Império Contra-Ataca foi vendido a um preço bem diferente daqueles que podemos encontrar nas lojas comuns: 240 mil dólares. Num leilão da Profiles in History, realizado em 2008, esta arma ajudou a compor 3,5 milhões de dólares em vendas de memorabilia de Hollywoodjuntamente com o fato usado por Marlon Brando no filme Super-Homem, vendido por 72 mil dólares.

Vendido! Por 240 000$

Lote 5: um único Aston Martin DB5 de James Bond

O último item da coleção que hoje apresentamos é, nada mais, nada menos, do que o icónico carro desportivo conduzido por Sean Connery em 007 Contra Goldfinger  um Aston Martin DB5, com uma inebriante e bem equilibrada combinação de design italiano e engenharia britânica. No filme de 1964, foram utilizados dois exemplares, sendo que um foi dado como desaparecido em 1977. O único e genuíno carro de James Bond  foi comprado por Harry Yeaggy, um colecionador de carros americano, que tem um pequeno museu privado em Ohio.

Ian Fleming, o criador do agente secreto mais famoso do mundo, pôs Bond a conduzir um Bentley. Mas, é num Aston Martin prateado que vemos Connery  fugir dos vilões de Goldfinger e Operação Relâmpago – um dos maiores sucessos de franchise de Hollywood, que tornou a marca Aston Martin um nome conhecido do grande público.

Vendido! Por 4 100 000 $