Foi assinado em Paris um protocolo entre Portugal e França que pretende criar um fundo, no valor de um milhão de euros, de apoio às coproduções cinematográficas.

Os criadores deste fundo, que durará três anos, são o Instituto de Cinema e Audiovisual (ICA) e o Centre National du Cinéma et de L’Image Animée (CNC) que pretendem atribuir “apoios a obras coproduzidas por uma empresa produtora estabelecida em Portugal e uma empresa produtora estabelecida em França“. Segundo a secretaria de estado, as “coproduções internacionais são uma componente importante da indústria cinematográfica portuguesa e permitem uma diversificação das fontes de financiamento dos projetos, contribuindo para uma maior difusão das obras“.

O protocolo foi assinado ontem à tarde entre Filomena Serras PereiraFrédérique Bredin, respetivamente presidente do ICA e presidente do CNC, e as negociações para o fundo durarão aproximadamente três meses. Na assinatura do protocolo esteve também presente Jorge Barreto Xavier, secretário de Estado da Cultura, que afirmou que o ICA contribuirá com 200 mil euros para o fundo, ficando os restantes 800 mil euros encarregues do CNC.