O último sábado do mês de março está quase aí e, com ele, chega a Hora do Planeta. No próximo dia 29, das 20:30 às 21:30, centenas de cidades, um pouco por todo o Mundo, vão desligar as luzes de alguns dos seus edifícios e monumentos mais conhecidos.

Este gesto simbólico, ao qual Portugal aderiu em 2009, tem como objectivo chamar a atenção da comunidade global para os problemas que o nosso planeta tem vindo ou poderá vir a enfrentar, frutos de uma má gestão dos seus recursos naturais e desleixos comportamentais no que à sustentabilidade toca. A promoção do diálogo, a nível mundial, sobre esses problemas e possíveis soluções, é outra das intenções da Hora do Planeta, que este ano contará com a sua oitava edição.

Torre Eiffel - o antes e o durante

Torre Eiffel – o antes e o durante

Em Portugal, 45 cidades já aceitaram desligar as luzes. Entre elas estão Coimbra, Tomar, Lisboa, Portalegre e Aveiro. Em nove destas cidades, este “apagão” será celebrado com uma mega aula de yoga, a ter lugar à hora referida, nos seus respectivos locais mais emblemáticos. As aulas serão supervisionadas por professores da Federação Portuguesa de Yoga, e o seu custo varia entre os quatro e os sete euros, sendo que uma parte desse valor irá para projectos da WWF – World Wide Fund for Nature.

A primeira Hora do Planeta aconteceu em 2007. No ano passado, 7001 cidades, espalhadas por 154 países, aceitaram este desafio, um número que se espera ver aumentar este ano. Todos podem participar, todos devem participar.

E tu? Vais ficar às escuras?