São os pais que todos adoraríamos ter… caso não gostássemos tanto dos nossos.

É Dia do Pai, e o Espalha-Factos não podia deixar de assinalar a data. Apresentamos, portanto, uma lista das melhores personagens paternais do cinema, uma selecção que se revelou bastante difícil. São imensos os filmes que nos contam as histórias de pais trabalhadores, corajosos, sonhadores e atenciosos, capazes de tudo pelos seus filhos.

Conhece aqui alguns dos melhores pais do cinema.

Daniel Hillard Papá Para Sempre (1993)

mrs-doubtfire1

Descobrir que a sua ama, de idade avançada e sotaque britânico, era, na verdade, o seu pai, não terá sido fácil para os três filhos de Daniel. Depois de um divórcio complicado, este extremoso pai não se contentou com as visitas semanais decretadas pelo tribunal e encarnou a personagem encantadora e prestável de Mrs. Doubtfire. Exagerado? Sim. Louco? Um pouco. Adorável? Completamente.

Mufasa – Rei Leão (1994)

mufasa

Apesar das imensas responsabilidades e compromissos enquanto Rei da Selva, Mufasa não descurou a educação de Simba, a sua pequena cria e herdeiro. Quando não estava a governar, Mufasa passeava pela savana africana com o seu filho, contando-lhe histórias e ensinando-lhe lições de vida. O amor por Simba era tanto que, sabendo que este estava em perigo, foi imediatamente em seu socorro, sacrificando a própria vida. Até depois de partir foi capaz de ajudar Simba a retomar o trono e a vencer o seu malvado tio, Scar.

Mac Maguff – Juno (2007)

JK-Simmons-Juno-Oscar_l

Não era qualquer pai que reagiria com tamanha calma ao saber que a sua filha de 16 anos estava grávida. Em Juno, Mac é uma cómica personagem, dotada de um aguçado sarcasmo e sentido de humor, que se vê, de repente, numa situação que poderá bem ser o maior pesadelo de um pai com uma filha adolescente. Mac desaprovou o comportamento de Juno, obviamente, mas não deixou de a apoiar nas suas decisões.

Ted Kramer Kramer Contra Kramer (1979)

kramer_vs_kramer-1

Foi preciso um divórcio díficil para Ted descobrir os encantos de ser pai. Ted nunca havia dedicado muito tempo ao seu filho, mas quando teve um vislumbre do que seria a sua vida sem o pequeno Billy, resolveu deixar o trabalho para segundo plano e concentrar-se mais no seu filho.

Chris Gardner – Em Busca da Felicidade (2006)

pursuit_of_happyness_3

A história de Chris é realmente incrível. Confrontado com sérios problemas financeiros, este pai não deixou que a sua mulher levasse Chris Jr. para longe dele. Tomou conta do filho enquanto lutava para arranjar um emprego fixo, esforçando-se sempre para que a criança não se apercebesse das dificuldades por que passavam. Chris conseguiu que ambos sobrevivessem, tornando-se num exemplo de vida para a criança.

John Quincy – John Q (2002)

johnq

É impossível não ficarmos impressionados com este pai. John descobre que o seu filho sofre de insuficiência cardíaca após ter desmaiado a meio de um jogo de basebol. Quando é informado do custo de um transplante de coração e se apercebe de que nunca conseguirá suportar tamanha despesa, John toma medidas extremas: toma de assalto um hospital e faz de alguns pacientes reféns até conseguir a operação do filho. Desesperado, este pai chega, inclusive, a oferecer o seu próprio coração como transplante.

Marlin – À Procura de Nemo (2003)

Finding_Nemo_3

O peixe-palhaço mais adorado do mundo é um amor de pai. Extremamente protetor em relação a Nemo, Marlin atravessa metade do oceano em busca do seu filho, após este ter sido levado para Sidney por um mergulhador. Tubarões, alforrecas e pelicanos, nada impediu este pai de chegar ao seu pequeno.

Guido Orifice – A Vida É Bela (1997)

avidaebela

Esta é talvez a história mais tocante de todas as apresentadas. Levados para um campo de concentração durante a Segunda Guerra Mundial, Guido resolve transformar a realidade à sua volta para proteger o seu pequeno filho, fazendo-o acreditar que toda aquela situação em que se encontram é um jogo, cujo prémio final é um tanque.

Atticus Finch – Na Sombra e no Silêncio (1962)

to-kill-a-mockingbird2

Atticus não é só um excelente exemplo de pai, como é um exemplo de homem. Disposto a enfrentar uma população racista para mostrar aos seus filhos o verdadeiro sentido de justiça e igualdade, Atticus defende em tribunal um homem de raça negra acusado de violação. Para este advogado e pai solteiro, é mais importante educar bem os filhos do que permanecer em silêncio, em nome da ordem social. De se tirar o chapéu.

Bryan Mills – Busca Implacável (2008)

taken

Raptar a filha de um ex-agente da CIA não é, de todo, uma boa ideia. Dotado de técnicas especiais adquiridas ao longo da sua carreira, Bryan vai em busca da sua filha, raptada por um grupo albanês de tráfico humano. Nada o fará parar enquanto não descobrir o paradeiro da jovem Kim que, dentro de toda a sua desgraça, teve a sorte de ter um pai capaz de tudo, inclusive matar, para a salvar.

Mr. Bennett – Orgulho e Preconceito (2005)

pride

Se uma filha dá trabalho e dores de cabeça, imagine-se cinco. Preocupadíssimas com a procura do marido perfeito, o drama é uma constante na casa dos Bennett. Inacreditavelmente, Mr. Bennett consegue preservar a sua sanidade mental no meio de tanto barulho e espalhafato, sendo capaz de aconselhar as suas filhas quando estas precisam. É um pai paciente e sensato, que só quer o melhor para elas, mesmo que isso implique contrariar a sua esposa, a frágil e sempre ansiosa Mrs. Bennett.

Noah LevensteinAmerican Pie (1998 – 2012)

eugene_levy_american_pie_416747

O pai de Jim só quer a sua felicidade, e faz questão de o salientar várias vezes, seja onde e quando for. Os seus conselhos são, na sua maioria, bastante úteis; porém, nem sempre vêm na altura certa. Mas Noah não podia ficar fora desta lista. Não são muitos os pais com o à-vontade suficiente para falar com os filhos adolescentes sobre as aventuras de crescer e as implicações físicas que isso traz. Jim sente-se claramente desconfortável durante certas conversas com o pai mas, no fim, acaba sempre por aprender com elas.