Os norte-americanos Boyce Avenue atuaram pela primeira vez em Portugal, levando o Coliseu dos Recreios, em Lisboa, ao rubro. Os bilhetes para a plateia de pé esgotaram e a sala de espetáculos encheu-se de luzes e acordes para fazer uma noite memorável. O Espalha-Factos esteve presente e tem o prazer de partilhar contigo a experiência.

Sexta-feira foi dia B. Os três irmãos Alejandro, Daniel e Fabian Manzano, que começaram a sua carreira com a partilha de covers através do youtube, vieram a Portugal pela primeira vez para cantar as suas canções originais, como On My Way One Life, e apresentar novos temas.

1507753_10202379150978786_247639426_n

O concerto, que teve início às 21h00, contou com duas surpresas para a abertura. A primeira a pisar o palco foi Hannah Trigwell, uma cantora inglesa de 23 anos, que está a acompanhar a tour Boyce Avenue 2014. Hannah, à semelhança da banda, também produz os seus covers para o youtube, tendo já gravado alguns originais, que apresentou em Lisboa.

Logo após Hannah, é Nick Howard, o cantor britânico que participou no The Voice of Germany, quem ocupa o seu lugar. Nick, que nunca tinha atuado em Portugal, fez-se acompanhar da sua guitarra e tocou temas como Super Love, Falling For You e Unbreakable, cativando inúmeras fãs que esperaram até o concerto acabar para tirar fotografias consigo.

Decorrida uma hora e meia de espetáculo, pelas 22h30, foi a vez de Boyce Avenue receberem a enchente de pessoas que os esperava desde bem cedo. A multidão pôde vibrar com covers mais rítmicos como Use Somebody, dos Kings of Leon, We Found Love, de Rihanna, e Wake Me Up, de Avicii, como também pegar no telemóvel ou isqueiro e deixar-se levar por baladas como Broken Angel.

1932305_10202379152018812_1840844462_n (1)

Por entre covers e originais, foi assim que Boyce Avenue preencheram a noite, primando pela qualidade e boa disposição para com o público. Alejandro foi quem mais interagiu, tendo-se mostrado muito grato por poder atuar para tanta gente e ver o seu trabalho e empenho reconhecidos em várias partes do mundo. “Sem as vossas visualizações no youtube, nunca poderíamos ter chegado até aqui”, confessou Alejandro Manzano.