Por forma a comemorar o Dia Mundial da Poesia no dia 22 de março, a Casa da América Latina (CAL) preparou um programa dedicado à poesia latino-americana, que celebra também os 150 anos de amizade entre Portugal e o México, e terá lugar no Centro Cultural de Belém, na Sala Almada Negreiros.

Com início às 15h, a antologia Onze Poetas do Modernismo Hispano-Americano, da Não (Edições), será apresentada por Lauren Mendinueta e as leituras serão realizadas por Ana Zannati e Pablo Javier L. Pérez.

A partir das 15h30m, será feita uma homenagem ao poeta argentino Juan Gelman, ao colombiano Álvaro Mutis e a José Emílio Pacheco, “três dos maiores poetas de sempre”, segundo o comunicado de imprensa. Comemorar-se-à também o centenário da morte do brasileiro Augusto dos Anjos.

Das 16h30m às 17h, será lançada a antologia Os Cinco Enterros de Pessoa, de Juan Manuel Roca, da Editora Glaciar, com a participação do autor, de Gérman Santamaría Barragan (Embaixador da Colômbia em Portugal), da organizadora Lauren Mendinueta, do tradutor Nuno Júdice e do editor Jorge Reis-Sá.

Apresentados por Luís Maria Marina Bravo, serão ainda contemplados os convidados especiais, os poetas mexicanos Jorge Valdés Díaz-Vélez e Marco Antonio Campos de Viva Voz.

A Casa da América Latina, criada em 1998, é uma associação sem fins lucrativos e de direito privado, que pretende estimular a cooperação entre Portugal e a América Latina, atuando em quatro áreas que se articulam em dois eixos, o da Cultura e Conhecimento e o da Economia e Política.