1911795_462715017161690_548917544_n

Bumerangue: Drive-by de Humor

A premissa é simples, criar “sketches curtos de humor feitos com amor“. A entidade que se propõe a esta tarefa denomina-se Bumerangue, é exclusivamente online e promete invadir os vossos feeds de notícias. Porquê este formato? “Porque se em poucos segundos não acontecer nada, o espectador muda de canal. Ou então vai ver porno.”

O grupo é formado por Carlos VilhenaGuilherme Geirinhas, Manuel Cardoso e Pedro Teixeira da Mota e situado em Lisboa, ou não fosse a noite alfacinha um dos alvos visados pelas suas tiradas satíricas. O grupo, segundo Carlos, reuniu-se em torno da plataforma social Vine, já que “gostávamos todos das páginas uns dos outros e começou muito por ai. Eu percebi que o formato de sketch curto tinha um enorme potencial”.

Com um máximo de 40 segundos por peça, Carlos explica que o objetivo é “criar um estilo e uma abordagem completamente diferente de tudo o que já foi feito aqui em Portugal e lá fora“. Com o seu sétimo sketch lançado recentemente (visando o fenómeno decadento-depressivo Casa dos Segredos), os Bumerangue defendem um princípio de qualidade sobre quantidade. “Os nossos sketches são sempre muito curtos e visuais e quando não são tão expressivos visualmente, investimos ainda mais no texto. O texto para nós é essencial, já escrevemos cerca de 200 sketches mas só vamos utilizar um número muito reduzido deles na primeira temporada.”, conclui Carlos.

Quanto a ser apenas online, para o grupo esse é o formato ideal para divulgar o seu material. No entanto, Carlos deixa uma ressalva: “Não dizemos que não a propostas por parte de estações de TV, mas têm de ser muito bem pensadas, até porque a nossa ideologia é ser o mais curto possível. Na TV, tempo é dinheiro.”

Podes visitar a página dos Bumerangue aqui e ver o mais recente sketch em baixo:

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Cláudio Ramos Big Brother
Big Brother. Inscrições abertas para a edição que vai ser uma “Revolução”