“Queremos trazer [a cultura judaica] à memória para combater o esquecimento”, afirmou ontem Miguel Honrado, Presidente da EGEAC (Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural), na conferência de imprensa de apresentação da 2ª Mostra de Cinema e Cultura Judaica, em resposta àqueles que falam da cultura judaica em Portugal como um “não-tema“. Elena Piatokdiretora executiva do evento,  é da opinião de que “há curiosidade da comunidade portuguesa na cultura judaica” e que a existência desta 2ª Mostra é o reflexo disso mesmo.

“A cultura judaica é uma das matrizes da cultura europeia e da cultura portuguesa”, afirmou Elena Piatok, ao explicar o porquê de fazer esta Mostra de Cinema e Cultura em Portugal, acrescentando que “faltava um festival com estas caraterísticas”. A diretora-executiva do evento referiu que tentou fazer uma escolha a pensar naquilo que o público português queria e ia gostar de ver, desde os clássicos até aos contemporâneos. Piatok lamentou, porém, não existirem documentários sobre os judeus em Portugal.

2ª mostra de cinema e cultura judaica

Esta edição anda à volta da procura da identidade – quem somos? -, do anti-semitismo, do mito dos judeus ricos, de mulheres realizadoras e, no essencial, à volta de histórias sobre judeus. A maioria dos filmes presentes nesta mostra só vão poder ser visualizados lá, uma vez que não entram em circuito comercial. “Nós mostramos o que nunca foi mostrado cá”, afirmou Elena Piatok. O objetivo é não só mostrar cinema, como fomentar a cultura através de outras iniciativas com editoras e sessões especiais já definidas na programação.

Após os 1400 espectadores da 1ª edição, Elena Piatok está confiante de que “este festival vá entrar no mainstream“. “Espero duplicar o número de espectadores“, contou a diretora executiva do evento ao Espalha-Factos.

Elena Piatok revelou ainda que está a ser preparado um concerto, iniciativas com escolas para a educação do Holocausto e que a programação de 2015 já está definida.

Toda a programação do festival, que decorre de 27 a 30 de março, no Cinema São Jorge, pode ser consultada aqui.