O fotógrafo holandês Niki Feijei vagueou pela Europa à procura de casas ou igrejas abandonadas, dando origem à galeria de fotos Disciple of Decay (“Discípulo da Decadência”). Apaixonado pela “exploração urbana”, o artista captou imagens que preservam o lado mais sinistro e fantasmagórico dos lugares agora vazios.

Ao palmilhar cada divisão percebemos que algumas ainda têm as camas feitas, os livros meticulosamente dispostos nas prateleiras e louça em cima da mesa, como se tivessem terminado uma refeição. Não fossem as paredes descasadas, as janelas partidas, os tetos prestes a cair e as manchas de humidade a “comerem” aos poucos paredes que antes foram sólidas, e diríamos que as casas fotografadas ainda mantêm a rotina familiar.

É uma retrato quase filosófico: os donos desapareceram mas a alma continua por lá.

Fonte