Barcelona, Amesterdão, Xangai e Gizé são algumas, entre tantas outras, as cidades que grande parte da humanidade deseja visitar. Entre os milhões que palmilham essas mesmas todos os dias, há objetivas que documentam a beleza arquitetónica, os traços histórico-culturais e a rotina banal de um simples cidadão. Porém, se subirmos uns “bons” metros acima do solo, tudo muda drasticamente. O ser humano “desaparece” mas porém toda a influência que este teve no solo  torna-se mais clara. O resultado é de “tirar a respiração”.

Fonte