Rihanna está novamente a ser processada por plágio no videoclip do single S&M, de 2010. Em causa está a suposta reprodução ilegal de imagens do fotógrafo alemão Philipp Paulus. O julgamento decorre em Stuttgart, Alemanha, a 15 de abril.

A série de fotografias Paperworld, da autoria de Paulus, na qual uma manequim vestida de vermelho se vê envolta em plásticos com X feitos de fita isoladora, terá alegadamente inspirado Rihanna e a equipa que produziu do vídeo, encabeçada pela realizadora Melina Matsoukas. Em consequência da alegada cópia de cenários e produção, o fotógrafo apresentou um pedido de liminar e pede uma indemnização, uma vez que não houve acordo entre as partes envolvidas. 

Este processo é o segundo a envolver Rihanna e fotógrafos de moda, uma vez que pelo mesmo vídeo, David LaChapelle processou a cantora barbadense por copiar a estética de alguns dos seus mais célebres trabalhos. A contenda resultou num acordo que obrigou a cantora a desenbolsar cerca de um milhão de dólares, afora custos judiciais do processo.

A imprensa internacional acentua a obviedade das reproduções levadas a cabo por Rihanna e a falta de comunicação entre a equipa da cantora com os autores que inspiraram o trabalho em questão.

Rihanna-fotografo-Philipp-Paulus-processo-clipe-SM

Do lado esquerdo, um still do videoclip de Rihanna. À direita, uma das imagens da autoria de Philipp Paulus.