Samuel Pimenta, de 23 anos, vai receber a Comenda Luís Vaz de Camões, no Brasil, por indicação da LiterarteAssociação Internacional de Escritores e Artistas, com sede naquele país.

O jovem escritor português é uma das presenças em destaque no Sarau Nacional , o maior encontro de escritores, poetas e artistas do Brasil, onde será entregue a comenda no âmbito das comemorações dos 800 anos da Língua Portuguesa, nos dias 18 e 19 de julho.

Izabelle Valladares, presidente da Literarte, afirmou que “o Samuel tem-se destacado pela militância cultural e pela valorização da lusofonia e dos novos escritores. Além disso, alguns dos prémios literários que já conquistou demonstram que é um dos novos valores literários da Língua Portuguesa”, cita o Diário Digital.

O escritor vai permanecer no Brasil durante cerca de dois meses para promover a sua escrita junto de escolas e universidades, bem como na Bienal do Livro de S. Paulo.

A Literarte vai abrir em março a primeira delegação em Lisboa, tendo Samuel Pimenta o papel da representação oficial da associação em Portugal do Núcleo Académico de Letras e Artes de Lisboa, entidade que reunirá personalidades do mundo académico e cultural lusófono. Segundo a presidente do grupo, “o Núcleo pretende homenagear académicos, escritores e artistas que se têm destacado pelo seu trabalho e o Samuel parece-nos a pessoa indicada para assumir o papel de presidente, pela sua visão jovem e vontade de querer levar a Língua Portuguesa mais longe, de uma forma rigorosa e meritória”.

Samuel Pimenta é originário de Santarém e foi vencedor do Prémio Jovens Criadores 2012,  promovido pelo Governo de Portugal e pelo Clube Português de Artes e Ideias, com o poema ‘O Relógio’. Em 2013, foi homenageado no VI Encontro de Escritores Moçambicanos na Diáspora e nomeado Sócio Honorário do Círculo de Escritores Moçambicanos na Diáspora. Em Outubro de 2013 publicou o livro Geo Metria, pela Literarte, que apresentou na Feira de Livro de Frankfurt e o livro O Relógio, pela editora portuguesa Livros de Ontem. Publicou ainda O Escolhido pela Planeta Editora em 2010. Atualmente o escritor é cronista do site de informação Rede Regional, da revista ID-Identidade e dinamiza tertúlias literárias.

Samuel Pimenta soma já alguns prémios literários, sendo o mais recente o Prémio Jovens Criadores 2012. Em março, estará num encontro de poetas na Galiza, em maio no Salão do Livro de Genebra e, em outubro, volta à Feira do Livro de Frankfurt, onde apresentou o seu primeiro livro de poesia em 2013, Geo Metria, que será publicado em breve em Portugal, pela editora Livros de Ontem.