Miuccia Prada, uma das mulheres mais icónicas do mundo da Moda, abandonou o cargo de diretora executiva da Prada e é agora codiretora da marca. Carlos Mazzi irá tomar o seu lugar. 

Doutorada em Ciências Políticas, Prada assumiu os negócios da família em 1978, conjuntamente com o seu marido, Patrizio Bertelli. Anos mais tarde, em 1992, desenvolveu uma segunda marca mais acessível e voltada para um público mais jovem, a Miu Miu, cujo nome advém de uma alcunha de Miuccia.

A executiva decidiu abandonar o mais alto lugar de chefia da Prada, o de CEO, e assumir um cargo que irá partilhar com o marido. Embora o cargo esteja abaixo do que irá ocupar Carlos Mazzi, tem uma importância igualmente fundamental, na medida em que é o sucesso desta posição que determina em grande parte o sucesso da marca. Passando a estar numa segunda linha, Prada irá supervisionar o dia a dia de trabalho, sobretudo nas áreas de desenho criativo e de comunicação da marca.

Segundo um comunicado emitido pela Prada, a nova posição de Miuccia é “uma extensão natural do trabalho e do papel que até agora tem tido no desenvolvimento do grupo e, em última análise, irá revelar-se benéfico no crescimento e progresso futuros da marca.”. Falta ver se esta será ou não uma mudança benéfica para uma marca que tem mais de três biliões de euros de lucro.