O escritor mexicano  morreu neste sábado (dia 15)  na sequência de um derrame cerebral, segundo declarações do seu filho, também de nome Federico, à EfeFederico Campbell tinha 72 anos e deixa para trás uma carreira literária notável no seu país de origem.

O autor de Infame turba (1971) e da série Tijuanenses (1989), faleceu num hospital da Cidade do México, onde estava internado devido à gripe AH1N1, que tinha contraído há duas semanas e cujo estado se tinha agravado nos seus últimos dias.

Campbell (1941-2014) em vida foi, para além de escritor, presidente honorário da Feira do Livro de Tijuana, ensaísta, jornalista, tradutor e editor.