A freguesia de Ribeira Chã, a mais pequena do conselho da Lagoa, na ilha de São Miguel, promove no próximo fim-de-semana o I Festival da Malassada, o doce tradicional da zona. O objetivo deste festival, segundo Vitória Couto, presidente da Junta, em declarações ao Notícias ao Minuto, é “mostrar um pouco o que se faz de melhor nesta freguesia, ou seja, os doces, a típica malassada, que é confecionada pela altura do Carnaval.”

É na tarde dos dias 15 e 16 deste mês que decorrerá o festival, no Centro Comunitário Padre João Caetano, com as típicas malassadas a 60 cêntimos cada. No festival será também servido, gratuitamente, chá de poejo, usado para melhorar a digestão.

Vitória Couto, de 26 anos e já a cumprir o seu primeiro mandato, garante que as malassadas serão confecionadas “à moda antiga” por quatro funcionárias da junta e três convidadas, que irão “logo de manhã amassar as malassadas”, para depois levedar, fritar e polvilhar com açúcar.

Quanto ao programa da festa, o Grupo de Violas “Filhos da Terra”, o Grupo de Cantares Vozes do Monte Santo e o Grupo Jovem Pauense irão marcar a sua presença no primeiro dia. Quanto ao segundo e último dia do festival, o Grupo “Som do Vento” e o Grupo de Cantares Tradicionais de Santa Cruz alegrarão a festa.

Com uma população de menos de 400 habitantes, Ribeira Chã é a menor freguesia do conselho da Lagoa. A paisagem característica, o património etnográfico e os núcleos museológicos dedicados à gastronomia fazem da freguesia uma zona de visita obrigatória. Vitória Couto acrescenta ainda que as pessoas são bastante ativas e muitas ofereceram-se para ajudar nos preparativos do festival.