A Companhia Nacional de Bailado encomendou uma versão de Orfeu e Eurídice a Olga Roriz para comemorar os 300 anos de nascimento do compositor Christoph Willibald Gluck. O espetáculo de dança da CNB estreia no Teatro Camões, em Lisboa, a 27 de fevereiro e está em cena até 16 de março.

Orfeu e Eurídice estreou em Viena a 1762, nas festividades em honra do imperador Frederico I e teve uma segunda versão em Paris, a 1774. De acordo com o comunicado, Christoph Gluck e Ranieri de’Calbigi acalçaram fama com este espetáculo devido “à controvérsia em torno das inovações introduzidas nos cânones operáticos da época” e pela forma como a dança se ligou intimamente à dramaturgia.

Em Orfeu e Eurídice é contada a história dramática dos dois protagonistas, depois da morte de Eurídice. Ao chorar pela morte da amada, os deuses dão uma oportunidade a Orfeu de descer ao Inferno e trazê-la de volta. Mas o protagonista pode trazer a amada sob uma condição: não pode olhar para Eurídice antes de subir novamente do Inferno.

Olga Roriz, reconhecido pelo seu trabalho na dança em Portugal, é autora da coreografia o novo espetáculo que vai estar em cena no Teatro Camões até 16 de março. Foram já vários os coreógrafos que produziram e colocaram em cima do palco esta peça, como é o caso de Pina Bausch, Marie Chouinard e também Mark Morris.

De acordo com a coreógrafa, a “matéria deste Orfeu e Eurídice centra-se na perda do ser amado, na retenção do desejo e num interminável lamento” em que os protagonistas poderiam “ser um jovem casal dos nossos dias”. Roriz afirma, em comunicado, que “ao longo dos tempos a transformação e evolução da sociedade e das nossas mentalidades são uma realidade mas o que é genuinamente importante nunca muda”.

Olga Roriz já criou algumas peças para a Companhia Nacional de Bailado, como é o caso de As Troianas em 1985, Pedro e Inês em 2003, Uma Coisa em Forma de Assim e a Noite de Ronda em 2011.

O espetáculo da Companhia Nacional de Bailado estreia a 27 de fevereiro mas, no dia anterior, os espetadores podem assistir ao ensaio geral solidário às 21h. A angariação de fundos destina-se a três instituições: Associação SOS Voz Amiga, Associação ILGA – Portugal e Umar.

Os bilhetes para o espetáculo têm um custo entre os cinco e os 25 euros. As pessoas com menos de 25 anos e mais de 65 têm acesso a um desconto de 50% e os grupos com mais de 15 elementos ou as pessoas desempregadas têm acesso a um desconto de 25%. Orfeu e Eurídice está em cena no Teatro Camões a partir de 27 de fevereiro até 16 de março.

Podes ver, mais abaixo, um pequeno vídeo dos ensaios da peça: