Aproveitando o 30.º aniversário da estreia original do primeiro filme da trilogia de Robert Zemeckis, a famosa história que popularizou os atores Michael J. Fox e Christopher Lloyd vai ser alvo de uma adaptação musical para os palcos de Londres.

O realizador e o co-argumentista Bob Gale têm estado em conversações com a Universal Stage Productions para a concretização do projeto que será levado à cena em Londres no próximo ano e, se tudo correr bem, pode chegar à Broadway.

São poucos os pormenores que se sabem ainda sobre o projeto, que poderá pegar ou não na história que está por trás do ano 2015 na trilogia, mas Gale pretende evitar reconstituir a narrativa integral. “O musical do Regresso ao Futuro é um projeto que o Bob Zemeckis e eu temos explorado desde há quase dez anos“, explica, “Estamos entusiasmados por estarmos finalmente em parceria com uma equipa criativa de produção que irá elaborar um espetáculo fiel ao espírito do filme, sem ser um remake servil“.

Bob Gale revelou apenas alguns detalhes que serão as bases desta adaptação musical da famosa saga cinematográfica.  “Nós sabemos que a integridade do material vai ficar preservada numa produção que será um maravilhoso acompanhamento para a trilogia. Queremos usar música do filme e também novas canções, para fazer uma versão de Regresso ao Futuro que seja fresca, divertida, e que aproveite todas as coisas fantásticas que agora podem ser feitas em palco. Não conseguimos pensar numa melhor maneira de celebrar o 30.º aniversário do filme“.

Assim, no lado musical do espetáculo, os fãs podem esperar alguns dos temas que a banda Huey Lewis and the News compôs para os filmes e uma certa música de Chuck Berry que ficou para sempre associada às aventuras de Marty McFly. Nas novas canções encontraremos temas das partes II e III de Regresso ao Futuro compostas por Alan Silvestri, com letras de Glen Ballard.

O espetáculo será produzido pelo empresário da Broadway Donovan Mannato, e contará com a encenação do britânico Jamie Lloyd. A mítica Hill Valley, local onde se situam as histórias da trilogia, será transportada para o West End pela designer de produção Soutra Gilmour.

Em vez de recriarmos um filme tão icónico no palco, juntámos uma brilhante equipa artística para descobrir uma linguagem teatral única, para levar os espetadores numa viagem temporal numa maneira vibrante e inesperada“, revela Lloyd. “A produção vai incluir ilusões, skateboarding e muitas outras surpresas que capturarão o espírito do filme, para um novo público“.

Recorde-se que Regresso ao Futuro foi um dos filmes mais populares do século passado e que os três filmes constituíram um dos maiores sucessos de bilheteira da década de 80. A adaptação teatral promete agradar aos fãs não só por envolver os criadores originais, como também pela minúcia dos preparativos que estão a ser elaborados para o musical, que será lançado no próximo ano.