1016172_10151595046163702_1680759978_n

Lisbon V-Day pelo fim da violência contra as mulheres

Lisbon V-day chega ao Largo do Carmo dia 14 de fevereiro e convida todos os interessados a participar, a dançar e a lutar pelo fim da violência contra as mulheres.

Inserido na campanha global One Billion Rising for Justice, o V-day surge em 2013 , propondo que um número igual ou superior a mil milhões de mulheres e homens se juntassem, em todo o mundo, dançando pelo fim da violência contra as mulheres, incluindo violações, espancamentos, incestos, mutilações genitais e escravidão sexual.

A iniciativa do flashmob, que contou a participação de cerca de 205 países, repete-se este ano a dia 14 de Fevereiro, o famoso dia de S. Valentim, às 18h30, também em Lisboa, no Largo do Carmo com o principal objetivo de reforçar e maximizar a mensagem.

A ideia do V-day surgiu depois de Eve Ensler, conhecida dramaturga natural dos Estados Unidos da América e autora do livro Os Monólogos da Vagina, ter visitado uma comunidade na República Democrática do Congo, onde as mulheres, altamente vulneráveis à violência, curavam as suas feridas através da dança.

Eve diz que viu “o poder da dança e comecei a pensar o que seria se mil milhões de mulheres, e todos os homens que as amam, dançassem no mesmo dia, em todo o planeta”, explicou numa conferência de imprensa em que estiveram presentes jornalistas de todo o mundo.

 http://youtu.be/7YS8NIBc-z0

A mensagem de toda iniciativa está no início do vídeo em cima: “Uma em cada três mulheres do planeta é violada ou espancada durante a vida. Isto representa mil milhões de mulheres violadas ou espancadas. Mil milhões de filhas, mães, mil milhões de mulheres e aqueles que as amam vão levantar-se, sair, dançar e exigir um fim. Venha dançar connosco pelo fim da violência contra as mulheres de todo o mundo.”

Mais Artigos
Bombay Begums
‘Bombay Begums’. Nova série indiana da Netflix foca-se no poder feminino